Notícias | Escola

Menino erechinense conquista prêmio literário

19/11/2021 - 189 exibições

   



O ex-aluno da Escola de Educação Básica da URI, Arthur Vincent Dalla Vecchia Vaz, de 10 anos, conquistou o primeiro lugar, na categoria infantil, da Feira do Livro de Soledade, ocorrida entre os dias 5 e 7 de novembro. A distinção, anunciada oficialmente no último dia 6, foi pela produção do livro “Porco Totó”, que teve o apoio do tio Pablo Cassio Soares Vaz e da ilustradora Thais Bedin França.

A obra começou a ser construída a partir da música com o mesmo título, que teve a participação do músico Joel Caminho e narra a história de um “porco-cofre” que adquire seus amigos de verdade que estavam sendo comercializados com uma indústria alimentícia.

Arthur, filho de Carlos Eduardo Soares Vaz e Franciele Dalla Vecchia Vaz, ambos formados em Direito pela URI, agora reside na cidade de Peixoto de Azevedo, no Mato Grosso, em função de compromissos do pai, que trabalha como tabelião naquela cidade desde março de 2021.

Ele afirmou que o incentivo que recebeu durante o período em que permaneceu na Escola da URI foi de extrema importância para que seguisse o seu gosto por contar histórias infantis. “Durante o período em que permaneci aqui, recebi o apoio das professoras Carine Silva e Simone Martins, quando escrevi algumas histórias dos meus super heróis, como “Homem Cachorro”, “Lory”, a irmã do “Homem Cachorro” e “Mosqueteiro Azul”.

Segundo as professoras, Arthur é um menino que se relaciona muito bem com os livros, usa a sua criatividade para interagir com o mundo da leitura. Sempre demonstrou prazer pela leitura de livros e gibis, desenvolveu habilidades no registro e capacidade de utilizar suas produções nas diferentes situações, mantendo-se sempre atualizado. Foi muito bom acompanhar o seu desenvolvimento e poder compartilhar desta conquista, disseram elas.

Ao falar sobre o futuro, o menino, que é um devorador de livros infantis (já leu mais de 120 obras), diz que já tem 8 músicas infantis compostas por ele e que pretende gravar em breve para dar seguimento à sua carreira de escritor. “Mesmo mudando para outro Estado, longe de Erechim, levo boas lembranças tanto da Escola da URI como dos amigos que fiz por aqui, muitos deles, inclusive, que também estão escrevendo histórias infantis como eu. O apoio dos meus pais, que nunca pararam de me incentivar, será fundamental tanto para minha adaptação à nova escola quanto para continuar com o meu desejo de continuar escrevendo”, finalizou.

Veja mais Notícias | Escola

Ver todas