Notícias da URI Erechim

Engenheiro agrônomo destaca importância da ciência e da pesquisa para o agronegócio

01/07/2021 - 263 exibições

   



Não há desenvolvimento sem pesquisa e ciência, inclusive para a área do agronegócio. A frase é do engenheiro agrônomo Joaquim Mariano Costa, do Paraná, enfatizada na palestra de abertura da I Mostra Científica Integrada das Agrárias da URI, ocorrida na noite de terça-feira, 29, de forma remota. O palestrante foi responsável pela implantação da Fazenda Experimental Coamo Agroindustrial Cooperativa, em Campo Mourão, nas funções de pesquisa, treinamento e difusão de tecnologias.

Ao falar sobre a importância da pesquisa e da ciência para o setor, o pesquisador, que tem mais de 40 anos dedicados à profissão, afirmou que o segredo na vida em qualquer área, “é fazer com amor, dedicação, seriedade e simplicidade, pensando no bem-estar dos produtores rurais que são os verdadeiros responsáveis pelo desenvolvimento agrícola”.

Joaquim Costa, reconhecido internacionalmente pelo seu trabalho em fertilidade de solos e nutrição de plantas, transformou uma região inóspita nos anos 70 para uma das mais promissoras daquele estado, tudo baseado na ciência e na pesquisa desenvolvida ao longo dos anos e que agregou conhecimentos importantes aos produtores paranaenses, contribuindo para a redução de assoreamento dos solos, implantação de plantio direto, controle de pragas, entre muitas outras ações.

A I Mostra Científica das Agrárias, coordenada pela professora Raquel Paula Lorensi, da URI Erechim, está sendo um marco importante para a Universidade, pois congrega acadêmicos dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária dos câmpus de Erechim, Santo Ângelo e Santiago, e do Curso Técnico em Agropecuária, de Frederico Westphalen. Durante os dois dias do evento, foram apresentados 70 trabalhos na forma online, destacando que a pesquisa ganha cada vez mais espaço e importância dentro da URI.

Por isso, o objetivo do evento foi despertar o interesse dos acadêmicos para a iniciação científica, complementar a formação acadêmica, abordar temas novos não contemplados na grade curricular, bem como incentivar o debate e o exercício de discussões acerca de diversos temas de interesse da área das Ciências Agrárias da Universidade.

Essa iniciativa, aliás, mereceu destaque na abertura da Mostra pelo Diretor Acadêmico da URI, Adilson Stankiewicz; pelo chefe do Departamento das Ciências Agrárias da Universidade, Vânius Ventorini Veiga; e pela pró-reitora de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação, Maria John Scheid.

Ver mais notícias