Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências Sociais Aplicadas

Disciplina: Projeto de Arquitetura VI-A

Código: 60-1109

Carga Horária: 80h (Teórica: 20h)  (Prática: 60h)

Nº de Créditos: 04

 

Ementa:

Prática do projeto como temática de edificações com grande número de espaços especificados para funções interagentes. Programação, dimensionamento relativo entre as funções, descrição das atividades, caracterização dos espaços, equipamentos e instalações. Compatibilização da proposta com projetos complementares levando em consideração a mobilidade urbana e acessibilidade.

 

Objetivos:

Estudar e projetar edificação com múltiplas atividades interagentes enfatizando as questões de qualidade do ambiente construído com foco no usuário como ambiência, psicologia ambiental, ambientes saudáveis, desenho universal, conforto ambiental, eficiência energética e sustentabilidade.

 

Conteúdos Curriculares:

1 Aspectos teóricos e conceituais

2. Qualidade do ambiente construído

2.1 Ambiência e psicologia ambiental

2.2 Ambientes saudáveis

2.3 Desenho universal

2.4 Conforto ambiental

2.5 Eficiência energética

2.6 Sustentabilidade

3 Estudo do Tema

3.1 Considerações a respeito das tipologias comerciais.

4 Estudo do caso

4.1 Pesquisa e análise de soluções arquitetônicas correlatas.

5 Estudo compositivo

5.1 Análise da composição formal e espacial de edifícios comerciais.

6 Estudo do terreno, entorno imediato e condicionantes

6.1 Condicionantes físico-ambientais (topografia, vegetação, clima/microclima, orientação solar)

6.2 Legislação (urbanística/ambiental), uso e ocupação do solo, densidade urbana, gabarito de altura, sistema viário, passeios públicos, iluminação pública, arborização urbana, infraestrutura urbana (abastecimento de água, esgoto, energia elétrica)

6.2  Condicionantes Culturais

6.3  Condicionantes Econômicos

6.4 Condicionantes Técnicos Construtivos

6.5 Dados contextuais

6.5.1 Tipologias edilícias

6.5.2 Parcelamento do solo

6.5.3 Pavimentação das vias

6.5.4 Infraestrutura urbana

6.5.5 Acessos

6.6 Diretrizes urbanísticas e normativas especiais

7 Estudos preliminares

7.1 Programa – avaliação e definição dos itens funcionais mínimos para projeto

7.2 Clientela – interpretação das necessidades e desejos dos usuários

7.3 Funcionograma – relações funcionais entre os itens do programa

7.4 Pré-dimensionamento – dimensionamento prévio dos cômodos listados no programa

7.5 Zoneamento – implantação dos setores funcionais, conforme avaliação de pertinência em relação aos condicionantes

8 Partido arquitetônico

8.1 Estudo de composição formal – relações volume, fachada e materiais

8.2 Estudo de composição espacial – funcionalização dos elementos do programa em planta

8.3 Implantação e relação com contexto – adaptação ao entorno e ao sítio

8.4 Diretrizes Projetuais – memorial de intenções e soluções projetuais

9 Anteprojeto arquitetônico

9.1 Soluções formais

9.1.1 Tratamento dos volumes

9.1.2 Tratamento de fachadas

9.1.3 Tratamento de cortes

9.2 Soluções espaciais

9.2.1 Implantação

9.2.1.1 Relação com o contexto e plantas arquitetônicas

9.3 Soluções estruturais – malha estrutural

9.3.1 Dimensionamento

9.3.2 Constituição

9.4 Soluções de infraestrutura

9.4.1 Elevadores

9.4.2 Escadas rolantes

9.4.3 Ar-condicionado

9.4.4 Saídas de emergência

9.4.5 Adaptação a pessoas portadoras de necessidades especiais

9.5 Soluções tecnológicas – constituição material dos volumes e detalhamento de elementos arquitetônicos

9.6 Memorial justificativo de projeto – explicações e justificativas das soluções projetuais

 

Metodologia:

Visando desenvolver competências técnicas, cognitivas e comportamentais nos acadêmicos, as aulas, de forma variada, terão como metodologias: (1) a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), (2) a ativa e (3) a sociointeracionista (professor como mediador de atividades em que os alunos trabalham em equipes e interagem com a comunidade universitária). Todas as atividades pedagógicas visam ao desenvolvimento das habilidades de aprendizagem autônoma dos discentes, isto é, que sejam capazes de realizar aprendizagens significativas por si mesmos, tornando-se protagonistas nas mais diversas situações e circunstâncias.

No intuito de desenvolver as competências inerentes a disciplina, serão utilizados: recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, computador (internet, PowerPoint), Google Classroom (inserção de material e proposta de TDE´s), Maquetaria, Laboratório de Desenho, Sala de Aula, Biblioteca física e virtual (visando pesquisas individuais e em equipe). Os alunos desenvolverão Trabalhos Discente Efetivos no total de 20h, que poderão ser, conforme a necessidade, questionários, pesquisas bibliográficas, pesquisa e análise de projetos referenciais, levantamento, registro e representação de elementos de estudo, produção de vídeos. A fixação dos conteúdos será por meio do desenvolvimento de estudos e representação gráfica em laboratório de desenho.

 

Avaliação:

A avaliação da disciplina será feita com base nos objetivos da disciplina, por meio dos seguintes instrumentos de avaliação: (1) Trabalhos Práticos, (2) Trabalhos Discentes Efetivos e (3) Avaliação do processo de Desenvolvimento – individual e/ou coletivo do aprendizado do acadêmico ao longo do semestre, observando sua evolução, participação e crescimento. As aulas com utilização de metodologia ativa terão, especialmente, mas não exclusivamente, avaliação contínua, ou seja, avaliação constante do desempenho técnico, cognitivo e comportamental dos alunos para possíveis redirecionamentos metodológico/educativos.

A avaliação envolve a apreciação dos trabalhos resultantes em duas entregas (parcial e final). Os itens que devem ser entregues pelo discente em cada etapa (parcial e final), assim como os critérios avaliativos destas serão comuns a todas as disciplinas de Projeto de Arquitetura A e são esclarecidos no Regimento para as disciplinas de Projeto. A avaliação terá dois focos, o primeiro quanto ao processo do discente (1) assiduidade e assessoramentos; e (2) desenvolvimento dos TDE´s propostos na disciplina, e o segundo quanto ao produto final apresentado (3) qualidade da proposta; (4) representação, expressão e comunicação espacial, gráfica e textual; e (5) apresentação dos elementos de entrega – painel.

 

 

 

BIBLIOGRAFIA

Bibliografia Básica

BOHMER, Richard M. J. Arquitetura e Planejamento na Gestão da Saúde. Porto Alegre: Bookman, 2012.

GÓES, Ronald de. Manual prático de arquitetura hospitalar. 2. ed. São Paulo: Edgard Blücher, 2016.

LIMA, João Filgueiras. Arquitetura: Uma Experiência na Área da Saúde. São Paulo: Romano Guerra, 2012.

 

 

Bibliografia Complementar

BROSS, João Carlos. Compreendendo o edifício de saúde. Editora Atheneu, 2013.

HEYWOOD, Huw. 101 regras básicas para edifícios e cidades sustentáveis. Editora Gustavo Gili, 2017.

KOWALTOWSKI, Doris et al. O processo de projeto em arquitetura: da teoria à tecnologia. Oficina de Textos, 2017.

MALKIN, Jain. Hospital Interior Architecture: Creating Heling Environments For Special Patient Populations. Nova Jersey: John Wiley & Sons, 1992.

NICKL-WELLER, Christine. Hospital Architecture. Alemanha: Braun, 2013.

Notícias do Curso

Ver todas