Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Disciplina: Atividades Físicas de Aventura

Código: 40-732

Carga Horária: 60h

Número de Créditos: 04

 

 

1 EMENTA

Atividades físicas de aventura compreende o estudo do Planejamento, organização e prática de Esportes Radicais, Esportes de Aventura, não Formais e Atividades Físicas na Natureza, buscando através da interação com o meio o desenvolvimento de uma consciência ecológica. Identificação de métodos de ensino e aprendizagem de técnicas específicas para cada um destes esportes.

 

 

2 OBJETIVOS

  • Contribuir na formação de profissionais de Educação Física qualificados para intervir, acadêmica e profissionalmente, na orientação e ensino de atividades ligadas à natureza e à aventura em diferentes instituições, por intermédio de diferentes manifestações e expressões do movimento humano.
  • Identificar os principais conceitos e significados que sustentam a realização de
  • atividades físicas de aventura;
  • Compreender os princípios básicos de educação ambiental;
  • Estruturar o processo de ensino-aprendizagem de atividades físicas de aventura no ensino da Educação Física;
  • Distinguir as formas e perspectivas de realização das atividades físicas de aventura;
  • Aplicar noções básicas na vivência prática das atividades físicas de aventura;
  • Estimular o desenvolvimento de atitude investigativa e de prática de pesquisa em atividades físicas de aventura.

 

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

1. Ambiente e Ecologia: ideias e concepções – Lei nº 9705/99, de 27 de abril de 1999 e Decreto nº 4281, de 25 de junho de 2002 – Políticas de Educação Ambiental.

1.1. Concepções de ambiente, ecologia e natureza.

1.2. Relação homem-natureza.

1.3. Princípios básicos da educação ambiental.

 

2. Atividades Físicas de Aventura

2.1. Conceituação, classificação e tendências.

2.2. Impactos das atividades físicas ao ambiente natural.

2.3. Perspectiva educacional das atividades físicas de aventura.

2.4. Perspectiva de turismo das atividades físicas de aventura.

 

3. Noções básicas e vivências práticas de Atividades Físicas de Aventura: Esportes Radicais, Esportes de Aventura, não Formais e Atividades Físicas na Natureza.

 

 

4 METODOLOGIA

A disciplina será desenvolvida através de aulas expositivas-dialogadas, seminários, aulas práticas, trabalhos em grupo, vivências práticas.

 

 

5 AVALIAÇÃO

A avaliação na disciplina concentra-se no desempenho apresentado pelo estudante nas atividades realizadas em aula, provas escritas, realização de tarefas (fichamentos, planejamentos, seminários, trabalhos em grupo).

 

 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BERNADES, L.A. Atividades e Esportes de Aventura para profissionais de Educação Física. São Paulo: Phorte, 2013.

CAVALLARI, G. Manual de Trekking e Aventura. São Paulo: Ed.Kalapalo, 2008.

ROMANINI, V. UMEDA, M. Esportes de Aventura ao seu alcance. São Paulo: Ed. Bei, 2002.

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

CARVALHO, M. O que é natureza. São Paulo: Brasiliense, 1999.

GRUN, M. Ética e educação ambiental: a conexão necessária. Campinas: Papirus, 5º ed., 2005.

PELEGRINI FILHO, A. Ecologia, cultura e turismo. Campinas: Papirus, 2001.

REIGOTA, M. Meio ambiente e representação social. São Paulo: Cortez, 2002.

RUSCHMANN, D. Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente. Campinas: Papirus, 2002.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas