Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIAS E CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

Disciplina: Concreto Protendido e Pontes

Código: 30-365

Carga Horária: 80h (Teórica: 60h) (Prática: 20h)

Créditos: 04

Pré-requisitos: 30-354

Correquisitos: -

 

EMENTA

Introdução ao concreto protendido. Estudo dos materiais. Perdas de protensão. Determinação da protensão. Esforços devida a protensão. Dimensionamento de estruturas protendidas. Introdução ao estudo de pontes. Apoios. Tipos e métodos construtivos de pontes. Solicitações sobre estruturas de pontes. Considerações de carga móvel. Linhas de influência. Projeto de análise de pontes de pequeno vão. Infra-estruturas, meso-estruturas e supra-estruturas de pontes. Pontes em concreto protendido.

 

OBJETIVOS

A disciplina visa desenvolver competências técnicas sobre concreto protendido para aplicação em estruturas de pontes a fim de possibilitar ao aluno dimensionar e detalhar elementos estruturais atendendo as normas técnicas brasileiras. Buscando-se atender essas competências, os seguintes objetivos são apresentados:

- Desenvolver habilidades ao acadêmico de identificar e compreender os principais materiais do concreto protendido e as perdas que ocorrem ao longo da vida útil das estruturas;

- Capacitar o aluno para dimensionar seções transversais em concreto protendido definindo a seção dos cabos para a armadura ativa e armadura passiva para esforços de flexão, cortante e torção;

- Capacitar o aluno para fazer concepção de pontes e viadutos em função das características da localização;

- Projetar e determinar os parâmetros necessários conforme as prescrições das normas técnicas relacionadas ao projeto e execução da estrutura de pontes relacionando com o concreto protendido.

- Desenvolver a capacidade técnica ao egresso de analisar e compreender projetos e concepções estruturais em concreto protendido aplicado a pontes associando a teoria à prática;

- Ser capaz de utilizar técnicas adequadas de observação, compreensão, registro e análise das necessidades dos usuários e de seus contextos sociais, legais, ambientais e econômicos;

- Realizar a avaliação crítico reflexiva dos impactos das soluções de engenharia nos contextos sociais, legais, ambientais e econômicos.

- Ser capaz de compreender a legislação, a ética e a responsabilidade profissional e avaliar os impactos das atividades de engenharia na sociedade e no meio ambiente.

 

CONTEÚDOS CURRICULARES

UNIDADE DE ENSINO 01 – INTRODUÇÃO AO CONCRETO PROTENDIDO

Esta unidade visa apresentar os conceitos fundamentais do concreto protendido, definições, tipos de protensão, normas e materiais aplicáveis ao concreto protendido a fim de que o acadêmico desenvolva as competências necessárias para a correta utilização em obras civis.

 

Atividade prática: Realização de atividade prática para a fixação dos conteúdos trabalhados.

 

UNIDADE DE ENSINO 02 – PERDAS DE PROTENSÃO

Verificar as perdas de protensão imediatas e deferidas ocorridas no concreto protendido ao longo da vida útil das estruturas possibilitando ao aluno desenvolver as habilidades necessárias para a determinação das mesmas.

 

Atividade prática: Realização de atividade prática para a fixação dos conteúdos trabalhados.

 

UNIDADE DE ENSINO 03 – DIMENSIONAMENTO

Desenvolver a técnica adequada para o dimensionamento de estruturas em concreto protendido devido ao esforço de força cortante, cisalhamento, flexão e torção.

 

Atividade prática: Realização de atividade prática para a fixação dos conteúdos trabalhados.

TDE 01: Atividade conforme normatização envolvendo os conteúdos da Unidade 01, 02 e 03.

 

UNIDADE DE ENSINO 04 – DISPOSIÇÕES CONSTRUTIVAS

Apresentar os processos construtivos de protensão utilizando macacos hidráulicos, sistemas especiais de protensão conferindo habilidades técnicas ao aluno no processo executivo de estruturas protendidas.

 

UNIDADE DE ENSINO 05 – CONCEITUALIZAÇÃO E CARREGAMENTOS EM PONTES

Conceitualizar pontes e normas permitindo ao aluno definir como são as estruturas e quais os carregamentos a serem aplicados em pontes, analisando as linhas de influência geradas e definindo os esforços atuantes.

 

Atividade prática: Realização de atividade prática para a fixação dos conteúdos trabalhados.

TDE 02: Atividade conforme normatização envolvendo os conteúdos da Unidade 04 e 05.

 

UNIDADE DE ENSINO 06 - DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE UMA PONTE

Desenvolver habilidades técnica para o acadêmico definir os dados e elaboração de um projeto de pontes.

 

TDE 03: Atividade conforme normatização envolvendo os conteúdos da Unidade 06.

 

UNIDADE DE ENSINO 07 – DETALHES CONSTRUTIVOS E DE ACABAMENTO

Apresentar processos construtivos e seções transversais utilizadas em pontes correlacionando com os aspectos do concreto protendidos apresentado detalhes de acabamento em apoios, pilares e aparelhos de apoios

 

TDE 04: Atividade conforme normatização envolvendo os conteúdos da Unidade 07.

 

METODOLOGIA

Visando desenvolver competências apresentadas, as aulas serão desenvolvidas de forma variada e terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista. No intuito de desenvolver as competências inerentes à disciplina, poderão ser utilizados recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, materiais concretos e visita a laboratório, os exercícios resolvidos terão caráter de problemas reais encontrados em projetos estruturais. Os alunos desenvolverão Trabalhos Discente Efetivos no total de 20h, podendo envolver estudos de casos e problemas reais com e sem auxílio de softwares específicos envolvendo a aplicação dos conceitos trabalhados no dimensionamento de estruturas de concreto armado.

 

AVALIAÇÃO

A avaliação da disciplina se propõe a verificar se as competências propostas neste plano de ensino foram desenvolvidas pelo acadêmico, por meio dos seguintes instrumentos de avaliação: provas escritas e Trabalhos Discentes Efetivos, estes últimos valendo 20% da média parcial.

As avaliações serão realizadas ao longo do semestre e distribuídas uniformemente de acordo com o plano de ensino. Numa aula que antecede uma avaliação serão dadas orientações a respeito da sistemática a ser adotada e os conteúdos exigidos, bem como os critérios específicos da avaliação. No instrumento de avaliação haverá de forma explícita e por escrito quanto valerá cada questão.

 

BIBLIOGRAFIA

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

EMERICK, A. A. Projeto e Execução de Lajes Protendidas. Rio de Janeiro: Interciência, 2005.

LEONHARDT, F. Construções de Concreto. v. 5, Rio de Janeiro: Interciência, 1982.

CARVALHO, Roberto Chust. Estruturas em concreto protendido. PINI, 2012.

 

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BUCHAIM, R. Concreto Protendido: Tração Axial, Flexão Simples e Força Cortante. 1.ed., São Paulo: Eduel, 2008.

CUNHA, A. J. P. da. Lajes em Concreto Armado e Protendido. 2. ed., Niterói: EDUFF, 1999.

PFEIL, W. Concreto Protendido. 3.ed., Rio de Janeiro: EDC, 1991.

SÜSSEKIND, J. C. Curso de análise estrutural. Porto Alegre: Globo, 1980. v.2. VASCONCELOS, A. C. de. Manual Prático para a Correta Utilização dos Aços no Concreto Protendido em Obediências às Normas Atualizadas. Rio de Janeiro, LTC, 1980.

FUSCO, P. B. Estruturas de Concreto: Solicitações Normais, Estados Limites Últimos-Teoria e Aplicações. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1986.

MARCHETTI, O. Pontes de Concreto Armado. São Paulo: Blucher, 2008.

ABNT, NBR. 6118 (2014). Projeto de estruturas de concreto–Procedimento. Rio de Janeiro, 2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Projeto de pontes de concreto armado e de concreto protendido: procedimento. Rio de Janeiro: ABNT, 2004. 11 p.

 

Notícias do Curso

Ver todas