Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIAS E CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

Disciplina: Fundações

Código: 30-355

Carga Horária: 80h (Teórica: 60h) (Prática: 20h)

Créditos: 04

Pré-Requisitos: 30-342

Correquisitos: -

 

EMENTA

Generalidades sobre fundações. Investigação do subsolo. Fundações superficiais. Fundações profundas. Projeto de fundações.

 

OBJETIVOS

A disciplina visa desenvolver habilidades para aplicação dos conceitos de mecânica dos solos, bem como normas técnicas específicas, a fim de capacitar o egresso para atuar na elaboração de projetos de fundações. Buscando-se atender estas competências alguns objetivos específicos são delineados:

- Interpretar normas técnicas correlatas e aplicá-las em projetos de fundações;

- Desenvolver habilidades para avaliar ensaios de investigação do subsolo;

-Desenvolver capacidade de compreender e dimensionar fundações superficiais e profundas;

- Desenvolver um projeto de fundações;

- Ser capaz de formular e conceber soluções desejáveis de engenharia, analisando e compreendendo os usuários dessas soluções e seu contexto;

- Ser capaz de formular, de maneira ampla e sistêmica, questões de engenharia, considerando o usuário e seu contexto, concebendo soluções criativas, bem como o uso de técnicas adequadas;

- Ser capaz de conceber e projetar soluções criativas, desejáveis e viáveis, técnica e economicamente, nos contextos em que serão aplicadas.

 

CONTEÚDOS CURRICULARES

 

UNIDADE DE ENSINO 01 – GENERALIDADES SOBRE FUNDAÇÕES

Esta unidade visa apresentar generalidades sobre fundações, desenvolvendo competências para compreender a história da engenharia de fundações e problemas envolvendo falhas no projeto e execução.

Atividade prática 01: Realização de exercícios de fixação dos conteúdos abordados.

 

UNIDADE DE ENSINO 02 – INVESTIGAÇÃO DO SUBSOLO

Esta unidade visa apresentar as diferentes formas de investigação do subsolo: prospecção sísimica e elétrica, sondagens e trado e poços de observação, ensaio SPT, ensaio de cone (CPT) e piezocone (CPTU), ensaio pressiométrico, ensaio de palheta (Vane) e ensaio dilatométrico, visando desenvolver a capacidade de utilizar soluções criativas, desejáveis e viáveis, técnica e economicamente, nos contextos em que serão aplicadas.

TDE 01 – Atividade conforme normatização envolvendo os conteúdos da Unidade de Ensino 02.

 

UNIDADE DE ENSINO 03 – FUNDAÇÕES SUPERFICIAIS

Esta unidade visa apresentar os tipos de fundações superficiais, desenvolvendo competências para realizar o dimensionamento da área, cálculo da capacidade de carga, compreender os métodos para estimativa da tensão admissível e métodos para a previsão de recalques, para fundações superficiais e a utilização de provas de carga em placa. A unidade visa ainda desenvolver a capacidade de utilizar soluções criativas, desejáveis e viáveis, técnica e economicamente, nos contextos em que serão aplicadas.

 

Atividade prática 01: Realização de exercícios de fixação dos conteúdos trabalhados.

TDE 02 – Atividade conforme normatização envolvendo os conteúdos da Unidade de Ensino 03.

 

UNIDADE DE ENSINO 04 – FUNDAÇÕES PROFUNDAS

Esta unidade visa apresentar os tipos de fundações profundas, desenvolvendo competências para compreender a previsão de capacidade de carga de estacas isoladas, a estimativa de recalques de estacas isoladas e o efeito de grupo em estacas. A unidade visa ainda desenvolver a capacidade de utilizar soluções criativas, desejáveis e viáveis, técnica e economicamente, nos contextos em que serão aplicadas.

 

Atividade prática 02: Realização de exercícios de fixação dos conteúdos trabalhados.

TDE 03 – Atividade conforme normatização envolvendo os conteúdos da Unidade de Ensino 04.

 

UNIDADE DE ENSINO 05 – PROJETO DE FUNDAÇÕES

Esta unidade visa elaborar um projeto de fundações envolvendo cálculo de capacidade de carga e recalques a partir de um perfil geotécnico e planta de cargas da obra, visando formular e conceber soluções desejáveis de engenharia, analisando e compreendendo os usuários dessas soluções e seu contexto.

TDE 04 – Atividade conforme normatização envolvendo os conteúdos da Unidade de Ensino 05.

 

METODOLOGIA

Visando desenvolver competências apresentadas, as aulas serão desenvolvidas de forma variada e terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista. No intuito de desenvolver as competências inerentes à disciplina, poderão ser utilizados recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, materiais concretos e softwares matemáticos, e a contextualização se dará através da resolução de problemas reais. Os alunos desenvolverão Trabalhos Discente Efetivos no total de 20h, podendo envolver resolução de exercícios e problemas reais com e sem auxílio de softwares específicos envolvendo a aplicação dos conceitos trabalhados à área de fundações, bem como a elaboração de um projeto completo de fundações.

 

AVALIAÇÃO

A avaliação da disciplina se propõe a verificar se as competências propostas neste plano de ensino foram desenvolvidas pelo acadêmico, por meio dos seguintes instrumentos de avaliação: provas escritas, projetos e Trabalhos Discentes Efetivos, estes últimos valendo 20% da média parcial.

As avaliações serão realizadas ao longo do semestre e distribuídas uniformemente de acordo com o plano de ensino. Na aula que antecede uma avaliação serão dadas orientações a respeito da sistemática a ser adotada e os conteúdos exigidos, bem como os critérios específicos da avaliação. No instrumento de avaliação haverá de forma explícita e por escrito quanto valerá cada questão.

 

BIBLIOGRAFIA

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CINTRA, J. C. A.; AOKI, N.; ALBIERO, J. H. Tensão Admissível em Fundações Diretas. São Carlos: RIMA, 2003.

HACHICH, W. [et al.] Fundações: Teoria e Prática. 2. ed., São Paulo: PINI, 1998.

VELLOSO, D. A.; LOPES, F. R. Fundações. Rio de Janeiro: COPPE/UFRJ, v.1, 2004, v.2, 2010.

 

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ALONSO, U. R. Exercícios de Fundações. 2. ed., São Paulo: Edgard Blücher, 2010.

MASSAD, F., Obras de Terra – Curso Básico de Geotecnia. Oficina de Textos, São Paulo-SP, 2003.

MILITITSKY, J.; CONSOLI, N.; SCHNAID, F. Patologia das Fundações. 2.ed., São Paulo: Oficina de Textos, 2008.

PINTO, C. DE S. Curso básico de mecânica dos solos. 2.ed., São Paulo: Oficina de Textos, 2002.

SCHNAID, F. Ensaios de Campo e suas Aplicações à Engenharia de Fundações. São Paulo: Oficina de Textos, 2009.

 

Notícias do Curso

Ver todas