Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIAS E CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

Disciplia: Geodésia Aplicada à Engenharia

Código: 30-335

Carga Horária: 40h (Teórica: 20h) (Prática: 20h)

Créditos: 02

Pré-Requisitos: 30-331

Correquisitos: -

 

EMENTA

Introdução à Ciência Geodésica. Conceitos de Geodésia. Objetivos e Histórico da Geodésia. Sistemas de Referência e Tempo em Geodésia. Georreferenciamento. Geodésia Geométrica: Formas e dimensão da terra. Geometria do elipsóide de revolução. Sistema Geodésico Brasileiro. Representação e interseção de linhas geodésicas. Levantamentos geodésicos. Rede Planimétrico, altimétrica e gravimétrica. Sistemas e Transformação de coordenadas. Altitudes.

 

OBJETIVOS

Capacitar o aluno para desenvolver atividades que requeira conhecimentos na área de posicionamento geodésico utilizando sistemas GNSS - Global Navigation Satellite Systems.

Buscando-se atender estas competências alguns objetivos específicos são delineados:

- Conhecer os conceitos e aplicações do Georreferenciamento;

- Entender a diferença entre os sistemas de referência topográfico e geodésico;

- Conhecer o processo de transformação de coordenadas em diferentes sistemas geodésicos de referência.

 

CONTEÚDOS CURRICULARES

UNIDADE DE ENSINO 01 – INTRODUÇÃO À GEODÉSIA

Trabalhar as definições e termos técnicos de Geodésia, conceitos, historia, importância e divisão da Geodésia, aplicações da Geodésica, formas e dimensões da terra, modelos de representação da terra, geometria do elipsóide de revolução, elementos de geodésia. Também, enfatizar a importância da geodésica na construção civil.

 

Atividade prática 01: Resolução de exercício para fixação sobre os conteúdos trabalhados.

 

UNIDADE DE ENSINO 02 – SISTEMA GEODÉSICO BRASILEIRO

Trabalhar as definições, conceitos do SGB – Sistema Geodésico Brasileiro, apresentando os sistemas de referencias geodésicos no Brasil, conceituando os métodos de levantamentos geodésicos, redes de referencias Planimétricos, altimétricos e gravimétricos, sistemas de coordenadas geodésicas, transformação de coordenadas de diferentes sistemas geodésicos de referencia, sistemas de projeções cartográficas, utilização de sistemas de transformação de coordenadas, entender a diferença entre os sistemas de referências: topográfico e geodésico, desenvolvendo competência para a especificação e execução dos levantamentos geodésicos para as diversas obras de engenharia civil.

 

Atividade prática 02: Realização de atividade prática para fixação dos conteúdos trabalhados.

 

UNIDADE DE ENSINO 03 – SISTEMA GLOBAL DE NAVEGAÇÃO POR SATELITE

Trabalhar a definição, conceitos, história, segmentos e tipos de Sistemas Global de Navegação por Satélites – GNSS, apresentação de tipos de equipamentos, métodos de levantamento de campo com GNSS, planejamento de levantamentos de campo, processamentos dos dados GNSS, especificações técnicas para levantamentos geodésicos com base nas normas reguladoras, boas praticas, desenvolvendo as habilidades de interpretação da representação georreferenciadas do relevo.

 

Atividade prática 03: Realização de atividade prática para fixação dos conteúdos trabalhados.

TDE 01 – Resolução de estudo de caso sobre a aplicação pratica de levantamento de campo geodésicos, cálculos e representação gráfica do relevo tridimensional, desenvolvendo competência para a especificação dos diversos tipos levantamentos geodésicos empregados na construção civil.

 

METODOLOGIA

Visando desenvolver competências apresentadas, as aulas serão desenvolvidas de forma variada e terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista. No intuito de desenvolver as competências inerentes à disciplina, poderão ser utilizados recursos de multimídia, como projetores de imagem e vídeo. A contextualização se dará através da resolução de problemas reais. Os alunos desenvolverão Trabalhos Discente Efetivos no total de 10h, envolvendo resolução de exercícios e problemas reais por meio da aplicação dos conceitos trabalhados e inerentes à área da Construção Civil.

 

AVALIAÇÃO

A avaliação da disciplina se propõe a verificar se as competências propostas neste plano de ensino foram desenvolvidas pelo acadêmico, por meio dos seguintes instrumentos de avaliação: provas escritas, apresentação de trabalhos e Trabalhos Discentes Efetivos, estes últimos valendo 20% da média parcial.

As avaliações serão realizadas ao longo do semestre e distribuídas uniformemente de acordo com o plano de ensino. Numa aula que antecede uma avaliação serão dadas orientações a respeito da sistemática a ser adotada e os conteúdos exigidos, bem como os critérios específicos da avaliação. No instrumento de avaliação haverá de forma explícita e por escrito quanto valerá cada questão.

 

BIBLIOGRAFIA

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

GEMAEL, C.; ANDRADE, J. B. de. Geodésia Celeste. Curitiba: UFPR. 2004.

ENRIQUEZ, L. R. Problemas de Geodésia. Editora: UNIVERSIDAD DE JAEN, 2006.

MONICO, J. F. G. Posicionamento pelo GNSS: descrição, fundamentos e aplicações. 2.ed. São Paulo: UNESP. 2008.

 

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

GOMES, E. GPS – Medindo Imóveis Rurais com GPS. Brasília: LK, 2001.

FOLLE, F. P. Georreferenciamento de imóvel rural - doutrina e prática no pegistro de imóveis. QUARTIER LATIN, 2011.

SILVA, J. X. da; ZAIDAN, R. T. (Org.). Geoprocessamento e análise ambiental: aplicações. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004. 363 p.

MEDEIROS JÚNIOR, J. da R.; FIKER, J. A perícia judicial: como redigir laudos e argumentar dialeticamente. 3. ed. São Paulo: Leud, 2009.

PRINCÍPE JUNIOR, A. dos R. Noções de geometria descritiva. 38.ed. São Paulo: Nobel, 1996. V. 1.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas