Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

DISCIPLINA DE FARMACOLOGIA APLICADA À ODONTOLOGIA

CÓDIGO: 40-796

PRÉ-REQUISITO: 40-749

CARGA HORÁRIA: 60 (Teórica: 60)           

Nº DE CRÉDITOS: 04

 

1 EMENTA

Uso racional de medicamentos. Farmacologia clínica baseada em evidências. Farmacologia da Dor. Farmacologia da Inflamação. Farmacologia da Infecção. Prescrição de fármaco. Fármacos que podem interferir na prática odontológica. Manejo farmacológico das emergências em consultório dentário.

 

2 OBJETIVO GERAL

Proporcionar ao aluno a oportunidade de adquirir conhecimentos e habilidades para o uso clínico racional da terapêutica medicamentosa em Odontologia.

 

3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

- Aplicar os princípios do uso racional de medicamentos à prescrição odontológica, de modo que os alunos possam proporcionar terapêuticas eficazes, seguras e de fácil acesso aos pacientes por eles atendidos.

- Desenvolver o raciocínio crítico quanto às informações encontradas na literatura, de modo que os alunos possam adquirir a habilidade de reconhecer a validade e a aplicabilidade clínica das mesmas.

- Valorizar a abordagem direcionada ao atendimento das necessidades dos pacientes, de modo a prover aos alunos subsídios para o atendimento de alta qualidade em sistemas de saúde brasileiros.

- Capacitar o aluno a fim de que o mesmo possa justificar a escolha de cada fármaco a ser utilizado no manejo de dor, inflamação, infecção e situações especiais em Odontologia, assim como descrever o esquema de administração a ser utilizado e reconhecer interações farmacológicas relevantes.

 

4 CONTEÚDOS CURRICULARES

1. Uso racional de medicamentos. Farmacologia clínica baseada em evidências.

2. Farmacologia da Dor – Analgésicos. Tratamento das dores agudas em Odontologia: analgésicos não-opióides.

3. Farmacologia da Dor – Analgésicos. Tratamento das dores agudas em Odontologia: analgésicos opióides.

4. Farmacologia da Inflamação – Anti-inflamatórios não esteróides.

5. Farmacologia da Inflamação – Anti-inflamatórios esteróides.

6. Farmacologia da Dor – Analgésicos e fármacos coadjuvantes em dores crônicas orofaciais.

7. Farmacologia da Infecção – Antimicrobianos para tratamento e profilaxia de infecções em Odontologia.

8. Farmacologia da Infecção – Beta-lactâmicos.

9. Farmacologia da Infecção – Macrolídeos.

10. Farmacologia da Infecção – Anaerobicidas.

11. Farmacologia da Infecção – Antifúngicos e Antivirais.

12. Prescrição de fármacos.

13. O uso de ansiolíticos em Odontologia.

14. Prescrição de medicamentos em Odontopediatria.

15. Fármacos que podem interferir na prática odontológica:

15.1 Fármacos usados em cardiopatia isquêmica, insuficiência cardíaca, hipertensão arterial sistêmica e arritmias cardíacas.

15.2 Fármacos Anticoagulantes e Antiagregantes.

15.3 Fármacos Antidiabéticos.

15.4 Fármacos Anticonvulsivantes e Antidepressivos.

16. Manejo farmacológico das emergências em consultório dentário. Anti-histamínicos. Glicocorticóides. Adrenalina. Anticonvulsivantes. Anti-hipertensivos. Antianginosos. Ansiolíticos. Armamentário terapêutico essencial em consultório dentário.

 

5 METODOLOGIA

Serão realizadas atividades teóricas baseadas na interação e no diálogo entre professor e aluno, com o objetivo de resgatar e fortalecer o conhecimento dos acadêmicos em disciplinas previamente ministradas como Farmacologia Geral, focando o aprendizado, tendo o professor como um facilitador da aprendizagem do aluno. Além disso, serão utilizadas metodologias ativas, como a atividade “FARMÁCIA CASEIRA”, na qual os alunos devem investigar em uma família quais os medicamentos utilizados pelos seus integrantes e buscar na literatura o motivo da sua utilização, a sua segurança, as interações medicamentosas; e de acessibilidade, visando à individualidade de aprendizagem de cada discente. As estratégias metodológicas poderão incluir aulas teóricas, leitura e interpretação de textos nacionais e internacionais, estudo de caso clínico, estudos dirigidos e seminários visando estimular o desenvolvimento intelectual e autonomia dos alunos. Os alunos com dificuldades de aprendizado poderão ser encaminhados, caso necessário, à coordenação do curso de Odontologia, a qual direcionará o aluno ao serviço do CEAPPI (Centro de Estudos e Acompanhamento Psicológico e Psicopedagógico). Alunos que declararem-se com deficiência poderão ser direcionados ao Núcleo de Acessibilidade da URI.

 

6 AVALIAÇÃO

Provas teóricas dos conteúdos ministrados; Observação do perfil comportamental do aluno quanto sua segurança na escolha dos fármacos que deve empregar, considerando cada situação clínica em particular por meio de simulações destas situações. A avaliação será por meio de provas teóricas, trabalhos escritos e discussão de casos clínicos. Também será avaliado por meio da observação do perfil comportamental observando habilidades e competências do aluno em sala de aula.

 

7 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

DECHY, H; LAGIER, G. Elementos Básicos em Farmacologia Odontológica. Editora Andrei, 2007.

KATZUNG, BG. Farmacologia básica e clínica. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

RANG, HP; DALE, MM; RITTER, JM. Farmacologia. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

 

8 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ARMONIA, Paschoal Laércio; TORTAMANO, Nicolau. Como prescrever em Odontologia: marcas e genéricos. 7. ed. São Paulo: Santos, 2007.

DELUCIA, Roberto (Coord.). Farmacologia integrada. 3. ed. Rio de Janeiro: Revinter, 2007.

SILVA, Penildon. Farmacologia. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

YAGIELA, John A.; NEIDLE, Enid A.; DOWD, Frank J. Farmacologia e terapêutica para dentistas. 6. Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

WANNMACHER, L; FERREIRA, MBC. Farmacologia clínica para dentistas [recurso eletrônico] - Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2017.

 

Notícias do Curso

Ver todas