Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

DISCIPLINA DE PERIODONTIA PRÉ-CLÍNICA

CÓDIGO: 40-760

PRÉ-REQUISITOS: 20-158, 40-753, 40-757

CARGA HORÁRIA: 60 (Teórica: 30 / Prática: 30)               

Nº DE CRÉDITOS: 04

 

1 EMENTA

Fundamentos anatomofisiológicos, histológicos e patológicos das estruturas periodontais. Doença periodontal marginal infecciosa. Controle e preservação dos agentes etiopatogênicos. Comportamento tecidual relativo a Periodontia nas diferentes especialidades da Odontologia.

 

2 OBJETIVO GERAL

1. Desenvolver conteúdos teóricos de periodontia básica;

2.Capacitar o aluno para executar os procedimentos de raspagem e alisamento radicular em manequins;

3.Possibilitar ao aluno adquirir conhecimento da Doença periodontal: diagnóstico, prognóstico e plano de tratamento da mesma.

 

3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

- Introduzir o aluno no conhecimento dos vários aspectos anatomo-fisiológicos e histológicos aplicados das estruturas periodontais; e às alterações patológicas que acometem a estrutura periodontal de origem bacteriana;

- Direcionar o conhecimento ao comprometimento das estruturas periodontais; à etiopatogenia, epidemiologia, diagnóstico e evolução da doença; bem como aos meios preventivos e de terapia ativa não cirúrgica, no controle e prevenção da placa dento bacteriana;

- Promover a avaliação do inter-relacionamento do comportamento dos tecidos com a manutenção da saúde periodontal;

- Permitir ao aluno obter fundamentos teóricos para diagnosticar a Doença Periodontal; estabelecendo o diagnóstico, prognóstico e plano de tratamento específico para cada caso;

- Execução da técnica de raspagem em manequins (simuladores); simulando o atendimento de pacientes nas clínicas futuras.

 

4 CONTEÚDOS CURRICULARES

1. Anatomia do periodonto;

2. Etiopatogenia da Doença Periododntal;

3. Microbiologia e Fisiologia da Doença Periodontal;

4. Instrumentais para Periodontia;

5. Técnica de raspagem supra e subgengival;

6. Afiação dos Instrumentais de Periodontia;

7. Biofilme Periodontal (formação e consequências);

8. Controle mecânico e químico do Biofilme Periodontal;

9. Pericoronarite (GUN /PUN);

10. Classificação das Doenças Periodontais;

11. Índices Periodontais;

12. Exame Clínico Periodontal (preenchimento de periograma);

13. Medicina Periodontal;

14. Exame Radiográfico em Periodontia;

15. Terapia Periodontal de Suporte.

 

5 METODOLOGIA

          Os conteúdos teóricos e teóricos/práticos serão desenvolvidos através de aulas expositivas em sala de aula com recurso didático de multimídia. As atividades práticas serão executadas em laboratório de pré-clínica onde os alunos irão executar a técnica de raspagem sub e supragengival em manequins; bem como a técnica de afiação dos instrumentais de Periodontia. Todo conteúdo será complementado com a apresentação de trabalho científico por parte dos acadêmicos; com temas pertinentes a disciplina de Pré-Clínica I.

           Casos específicos de dificuldades apresentadas pelos alunos em relação a acessibilidade ou dificuldades de aprendizado serão consideradas durante a condução das aulas teóricas e práticas. Cada situação será considerada pelo corpo docente e as adequações necessárias para o pleno aproveitamento das atividades por todos os alunos que compõem a turma serão executadas. Os alunos com dificuldades de aprendizado serão encaminhados à coordenação do curso de Odontologia, a qual irá direcionar o aluno ao serviço do CEAPPI (Centro de Estudos e Acompanhamento Psicológico e Psicopedagógico). Alunos que declarem-se com deficiência serão direcionados ao Núcleo de Acessibilidade da URI.

 

6 AVALIAÇÃO

         O processo de avaliação do aluno ocorrerá a partir de seu desempenho TEÓRICO e desempenho PRÁTICO e apresentação de TRABALHO CIENTÍFICO.  O desempenho dos alunos será avaliado do seguinte modo:

- Avaliação prática: Será através de avaliação de uma prova prática e o desempenho durante os procedimentos no laboratório de pré-clínica. As notas práticas diárias serão atribuídas pelos professores em fichas de avaliação preenchidas a cada aula prática, considerando os seguintes critérios:

         - Pontualidade e assiduidade: Os alunos deverão organizar a bancada do laboratório e apresentar-se prontos para iniciar o atendimento no horário previsto para início da aula prática, com tolerância máxima de 10 minutos. É de responsabilidade dos alunos a organização para iniciar a aula no horário adequado.

         - Instrumental: o aluno deverá sempre portar todos os instrumentais e materiais requisitados nas listas de materiais da disciplina de periodontia. A bancada clínica deverá estar pronta antes do início do procedimento. A organização e limpeza dos materiais e instrumentais também serão observados.

          - Habilidade técnica: compreende a condução adequada das etapas do procedimento de raspagem e afiação.

          - Conhecimento teórico: demonstrado pelo aluno a execução da técnica de raspagem e afiação.

          - Biossegurança: Será observada a limpeza e montagem do manequim e simulador, conforme as normas da disciplina de Biossegurança, e também o estado em que o mesmo será deixado após a conclusão da atividade. Será observado as normas de biossegurança do curso, o aluno deverá utilizar a roupagem orientada pela clínica escola, sapatos fechados. A paramentação inadequada poderá implicar no cancelamento da atividade e o aluno receberá nota 0 (zero).

         Possíveis limitações motoras ou de acesso as informações referentes a avaliação clínica diária serão consideradas pelo corpo docente, e adequações no método de avaliação poderão ser executadas conforme a necessidade do aluno.

- Avaliação teórica: A avaliação teórica será composta por:

Prova teórica: Duas provas teóricas serão realizadas durante o semestre, com questões dissertativas e/ou objetivas. O conteúdo teórico será cumulativo durante o semestre e poderá ser requisitado em todas as provas. Todas as questões deverão ser obrigatoriamente respondidas com caneta e letra legível. Questões respondidas à lápis e/ou ilegíveis serão consideradas erradas. Questões objetivas rasuradas e questões (objetivas ou descritivas) não respondidas também serão anuladas; orientações estas que estarão impressas no cabeçalho das provas.

          Em casos de faltas nas datas de realização das provas, o aluno terá direito à prova substitutiva caso apresente justificativa plausível e oficial. A eventual prova substitutiva será realizada em data a ser definida pelos professores conforme a disponibilidade de datas e horários. A justificativa para qualquer falta, em dia de prova ou qualquer outra atividade, deverá ser apresentada para um dos professores da disciplina para análise e para a coordenação do curso.

          Situações específicas onde o aluno apresente dificuldades de acesso as informações presentes na avaliação, dificuldade de entendimento da mesma ou ainda limitações motoras, a prova poderá ser aplicada de modo verbal, onde o professor poderá ditar as questões ao aluno ou apenas ler as questões, a fim de permitir a resolução da avaliação por todos os alunos que compõem a turma. O aluno será encaminhado à coordenação do curso para que possa ser direcionado ao serviço do CEAPPI (Centro de Estudos Acompanhamento Psicológico e Psicopedagógico).

 

- Avaliação do trabalho científico

   No primeiro dia e aula os alunos serão divididos em grupo por escolha conforme afinidade; e os temas dos trabalhos serão sorteados entre os grupos. Os temas serão escolhidos pelos professores e serão pertinentes aos conhecimentos de periodontia básica. Sendo que o trabalho científico terá como objetivo proporcionar ao aluno a necessidade de pesquisa e questionamento. A apresentação do referido trabalho será no final do semestre conforme cronograma da disciplina e que está no plano de ensino. A avaliação do mesmo será baseado nos seguintes critérios:

- Pontualidade;

- Postura;

- Apresentação dos componentes de grupo;

- Qualidade dos slides;

- Número de referência;

- Domínio de conteúdo;

- Relevância do tema para a disciplina.

 

Composição de Nota Final do Aluno

Nota prática (peso dez) = média das notas diárias + nota da prova prática dividido por dois;

Nota teórica (peso dez) = média das provas teóricas;

Nota do trabalho científico (peso dez) = nota da apresentação.

Média Final= Media prática + média teórica + nota do trabalho / 3

O aluno será considerado aprovado se obter nota final igual ou superior a sete. Caso a nota seja inferior a sete o aluno entra em exame e deverá obter após a execução do mesmo média final igual a cinco ou maior que cinco; para assim ser considerado aprovado na disciplina.

 

7 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

DUARTE, Cesário Antonio. Cirurgia periodontal: pré-protética, estética e peri-implantar. 3. Ed. São Paulo: Santos, 2009.

LINDHE, Jan; LANG, Niklaus Peter; KARRING, Thorkild (Coord.). Tratado de periodontia clínica e implantologia oral: conceitos básicos – conceitos clínicos. 5. Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

NEWMAN, Michael G; TAKEI, Henry H.; KLKEVOLD, Perry R. Carranza, periodontia clínica. 10. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

 

8 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BRUNETTI, Maria Christina; FERNANDES, Marilene Issa; MORAES, Rodrigo Guerreiro Bueno de. Fundamentos da periodontia: teoria e prática. São Paulo: Artmed, 2007.

COHEN, Edward S. Atlas de cirurgia periodontal reconstrutiva e cosmética. 3. ed. São Paulo: Santos, 2009.

HENRIQUES, Paulo Sérgio Gomes. Estética em periodontia e cirurgia plástica periodontal. 2. ed. São Paulo: Santos, 2004.

JOLY, Julio Cesar; CARVALHO, Paulo Fernando Mesquita de; SILVA, Robert Carvalho da. Reconstrução tecidual estética: procedimentos plásticos e regenerativos periodontais e peri-implantares. São Paulo: Artmed, 2012.

WOLF, Herbert F.; HASSELL, Thomas M. Manual de periodontia: fundamentos, diagnóstico, prevenção e tratamentos. Porto Alegre: Artmed, 2008.

 

Notícias do Curso

Ver todas