Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

DISCIPLINA DE ODONTOLOGIA EM SAÚDE COLETIVA I

CÓDIGO: 40-747

CARGA HORÁRIA: 30 (Teórica: 15 / Prática: 15)          

Nº DE CRÉDITOS: 02

 

1 EMENTA

Estudo do conceito de saúde e determinantes do processo saúde-doença. Desigualdades sociais em saúde e promoção da saúde. Metas da Organização Mundial de Saúde. Diagnóstico de saúde da comunidade e planejamento em saúde. Indicadores de saúde e sistemas de informação. Introdução ao Sistema Único de Saúde e Lei Orgânica da Saúde. A Odontologia no SUS.

 

2 OBJETIVO GERAL

Proporcionar ao aluno o conhecimento sobre a relação entre o contexto em que os indivíduos estão inseridos e as condições de vida e saúde, permitindo o reconhecimento e o diagnóstico da situação de saúde da comunidade e promovendo a reflexão crítica sobre as desigualdades e a atuação do cirurgião-dentista, destacando a evolução das políticas de saúde no Brasil e criação do Sistema Único de Saúde.

 

3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

- Estimular o pensamento crítico e científico do acadêmico, de modo a investigar e compreender a influência dos determinantes sociais, culturais, comportamentais e ambientais, nos níveis individual e coletivo, no processo saúde-doença;

- Incentivar o trabalho em equipes multidisciplinares e a atuação como agente de promoção de saúde, participante do planejamento de serviços de saúde;

- Discutir a temática das desigualdades no campo da saúde e no campo dos direitos humanos, a fim de estimular a reflexão e capacitação do acadêmico para a atuação como agente questionador e transformador da realidade;

- Possibilitar o conhecimento do arcabouço jurídico-legal que configura o Sistema Único de Saúde e a vivência das políticas públicas por meio de atividades práticas nas Unidades Básicas de Saúde, de forma a estimular no acadêmico o reconhecimento e posterior solução de problemas da realidade local em que está inserido.

 

4 CONTEÚDOS CURRICULARES

  1. Conceito de saúde e processo saúde-doença
  2. Determinantes das condições de saúde
  3. Transição demográfica e epidemiológica
  4. Metas da Organização Mundial de Saúde para a área da saúde e saúde bucal
  5. Desigualdades sociais em saúde e promoção da saúde
  6. Diagnóstico de saúde da comunidade e planejamento em saúde
  7. Indicadores de saúde e sistemas de informação
  8. Histórico das políticas de saúde
  9. Criação do Sistema Único de Saúde e Lei Orgânica da Saúde
  10. Princípios do SUS
  11. A Odontologia no SUS - histórico das políticas de saúde bucal
  12. Direitos humanos e a problemática da igualdade e diversidade social

 

5 METODOLOGIA

O processo de construção do conhecimento se dará a partir de visitas extramuros às comunidades e serviços de saúde, visando a observação para posterior problematização e síntese do conteúdo em sala de aula, a partir de estratégias pautadas em metodologias ativas. Serão desenvolvidas aulas teóricas, expositivas-dialogadas, conduzidas de forma a resgatar o conhecimento dos acadêmicos em disciplinas anteriormente ministradas, tendo como princípio norteador o diálogo entre professor e acadêmicos, bem como a atenção às particularidades dos discentes e da turma.

Para melhor compreensão dos assuntos abordados serão utilizados recursos audiovisuais, vídeos, aulas no laboratório de informática, softwares para enquetes e estudo dirigido, de forma a diversificar as estratégias e recursos utilizados em aula, tendo em vista o estímulo à participação e autonomia dos discentes.

A disciplina também prevê a realização de visitas técnicas, mesas redondas e discussões em pequenos e grandes grupos, bem como a preparação e apresentação de relatórios embasados nas vivências proporcionadas pelas atividades práticas e na literatura científica.

 

6 AVALIAÇÃO

A avaliação da aprendizagem dos alunos será diagnóstica e cognitiva. Ocorrerá por meio da participação efetiva nas aulas, nas discussões, nas atividades práticas, na realização e entrega dos trabalhos em grupo e individuais e em apresentações orais.

O processo de avaliação seguirá o estipulado no Regimento Geral da Universidade no que diz respeito a notas e frequência, contando com, no mínimo, duas avaliações para a composição da média semestral da disciplina.

 

7 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

GOES, Paulo Sávio Angeiras de; MOYSÉS, Samuel Jorge (Org.). Planejamento, gestão e avaliação em saúde bucal. São Paulo: Artmed, 2012.

PEREIRA, Antonio Carlos. Odontologia em saúde coletiva: planejando ações e promovendo saúde. Porto Alegre: Artmed, 2008.

PINTO, Vitor Gomes. Saúde bucal coletiva. 6. ed. São Paulo: Santos, 2013.

 

8 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

CAMPOS, Gastão Wagner de Sousa (Org.). Tratado de saúde coletiva. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 2009.

COSTA, Elisa Maria Amorim da; CARBONE, Maria Herminda. Saúde da família: uma abordagem multidisciplinar. 2. ed. Rio de Janeiro: Rubio, 2010.

DIAS, Carlos Renato. Promoção e proteção da saúde bucal na família: o cotidiano da prevenção. 2. ed. São Paulo: Santos, 2012.

PAIM, Jairnilson Silva; ALMEIDA FILHO, Naomar de (Org.). Saúde coletiva: teoria e prática. Rio de Janeiro: Medbook, 2014.

PELICIONI, Maria Cecília Focesi; MIALHE, Fábio Luiz. Educação e promoção da saúde: teoria e prática. São Paulo: Santos, 2012.

 

Notícias do Curso

Ver todas