Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Disciplina: Terapias Alternativas e Complementares em Nutrição

Código: 40-347

Carga Horária: 30h

Número de Créditos: 02

 

1.EMENTA:

A disciplina identifica as terapias não convencionais da alimentação, sua origem, conceituação, tipos de alimentos, combinações e preparações utilizadas na dieta normal e terapêutica. Elabora e analisa as dietas não convencionais (conhecidas também como “alternativa” ou “natural”) sob o ponto de vista nutricional e econômico. Discute sua utilização na saúde pública e na dietoterapia.

 

2. OBJETIVOS:

 

2.1 Objetivo Geral:

- Identificar as várias terapias não convencionais da alimentação humana. 

 

2.2. Objetivos Específicos:

- Planejar uma dieta normal e terapêutica de cada uma das terapias alternativas.

- Investigar a importância de práticas integrativas no cuidado nutricional.

 

3. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

- Filosofia e conceitos da alimentação não convencional:

- Origem das dietas alternativas no contexto ecológico. Tipos de alimentação não convencional existentes.

- A alimentação vegetariana: filosofia, conceitos e correntes.

- A alimentação macrobiótica. Conceitos de yin e yang.

- Outras linhas de alimentação não convencional.

- Princípios básicos comuns às dietas não convencionais:

- Alimentos mais utilizados.

- Restrições ao consumo de carnes vermelhas (razões).

- Alimentos refinados: sal, açúcar e cereais.

- Agrotóxicos e aditivos: seu papel nas dietas não convencionais.

- Aplicação da alimentação não convencional:

- Elaboração de cardápios não convencionais;

- Comparação do valor nutritivo de dietas e alimentos utilizados em cardápios não convencionais;

- Levantamento do custo da alimentação convencional e não convencional;

- A alimentação não convencional no contexto da saúde pública e da dietoterapia.

- Práticas Integrativas e Complementares

- Legislação

- Tipos e Utilização na Prática Clínica

- Alimentos Funcionais.

 

4. METODOLOGIA:

- Aulas expositivas e dialogadas com utilização de mídia digital

- Estudos de casos clínicos

- Relatos de experiências

- Seminário, trabalhos em grupo e/ou socialização de artigos científicos

 

5. AVALIAÇÃO

- Prova teórica

- Estudo de Caso clínico

- Seminário

 

 

BIBLIOGRAFIA

6. BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

CÂMPUS DE ERECHIM

EVANGELISTA, José. Alimentos: um estudo abrangente. São Paulo: Ateneu, 2000.

MAHAN, L. Kathleen; ESCOTT-STUMP, Sylvia; RAYMOND, Janice L. Krause, alimentos, nutrição e dietoterapia. 13. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

ROSSI, Luciana. POLTRONIERI, Fabiana. Tratado de nutrição e dietoterapia. 1. ed. -Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2019. Consultado na plataforma Minha Biblioteca, de acesso restrito. Disponível em: <https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788527735476/epubcfi/6/10[;vnst.idref=copyright]!/4/8@0:86.4>. Acesso em 31 de julho de 2019.

 

7. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

CÂMPUS DE ERECHIM

CARREIRO, Denise Madi. Alimentação, problema e solução para doenças crônicas. São Paulo: Referência, 2008.

COZZOLINO, Silvia Maria Franciscato. Biodisponibilidade de nutrientes. Barueri: Manole, 2005.

CUPPARI, Lilian (Coord.). Nutrição: nas doenças crônicas não-transmissíveis. Edição Digital. São Paulo: Manole, 2009. Consultado na plataforma Minha Biblioteca, de acesso restrito. Disponível em:< https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788520452202/cfi/4!/4>. Acesso em 31 de julho de 2019.

DUTRA-DE-OLIVEIRA, José Eduardo; MARCHINI, Júlio Sérgio. Ciências nutricionais. São Paulo: Sarvier, 2003.

PHILIPPI, S. T. Pirâmide dos alimentos: fundamentos básicos da nutrição. Barueri: Manole, 2008.

 

Notícias do Curso

Ver todas