Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Disciplina: RESTAURACAO AMBIENTAL

Código:20-557

Carga Horária: 40h (Teórica: 30h)  (TDE: 10h)

Nº de Créditos: 02

Pré-requisitos: ----

 

Ementa

Conceitos de ecologia da restauração e da restauração ecológica. Fundamentos ecológicos para a pratica da restauração: organismo, população, comunidade e ecossistema. Recuperação e restauração de áreas degradadas.

 

Objetivos

- A disciplina objetiva que o aluno diferencie conceitos e aplicações da restauração ambiental. Fornecer conhecimento sobre a restauração em diferentes níveis ecológicos e aplicação prática na recuperação e restauração de áreas degradas. Capacitar o aluno para a elaboração de planos de recuperação de áreas degradadas (PRAD).

 

Conteúdos Curriculares

UNIDADE 1- CONCEITOS

- Ecologia da restauração

- Restauração ecológica

 

UNIDADE 2- PRÁTICAS DE RESTAURAÇÃO

- Organismo

- População

- Comunidade

- Ecossistema

 

UNIDADE 3 - RECUPERAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS

- Conceito e Caracterização de áreas degradada

- Fontes e efeitos da degradação de ambientes

- Objetivos da recuperação de áreas degradadas (RAD)

- Planos de recuperação de áreas degradadas (PRAD)

- Legislação pertinente

- Planejamento e etapas de recuperação

 

Metodologia

Visando desenvolver competências técnicas, cognitivas e comportamentais nos alunos, as aulas, de forma variada, terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista (professor como mediador de atividades em que os alunos trabalham em equipes e interagem com a comunidade universitária). No intuito de desenvolver as competências inerentes a disciplina, serão utilizados recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, computador, sala de aula, biblioteca física e virtual (visando pesquisas individuais e em equipe). Também serão realizadas aulas práticas em campo para desenvolvimento e acompanhamento de projetos de recuperação e restauração de áreas degradadas. Os alunos desenvolverão Trabalhos Discente Efetivos totalizando 20h.

 

Avaliação

O sistema de avaliação desta disciplina está de acordo com o que determina o Regimento Interno da URI, Resolução nº 2318/CUN/2017- Capítulo XI, Subseção VII, Art.85-92 “do planejamento de ensino e da avaliação da aprendizagem”. Para atender este novo modelo acadêmico prevê que os resultados acadêmicos sejam expressos em pontos acumulados de zero (0) a dez (10), sendo que 80% da nota poderão ser referentes a provas presenciais e/ou práticas, atividades e trabalhos. E 20% da nota será atribuída por meio dos Trabalhos Discentes Efetivos e avaliação das atividades de aulas com metodologias diferenciadas.

 

 

BIBLIOGRAFIA

Bibliografia Básica

ARAÚJO, G.H.S.; ALMEIDA, J.R.; GUERRA, A.J.T. Recuperação de Áreas degradadas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. 320p

MCGRAW-HILL. CULLEN JR., L. ET AL. (Eds.) Métodos de estudos em biologia da Conservação e manejo da vida silvestre. UFPR. 2003.

 

Bibliografia Complementar:

BONHAM, C. Measurements for terrestrial vegetation. Wiley. 1989

BROWER, J., ZAR, J. & ENDE, C.. Field and Laboratory Methods for General Ecology. 1987

FRAZER, G.W.; CANHAM, C.D. & LERTZMAN, K.P. Gap light analyzer (GLA): Imaging software to extract canopy structure and gap light transmission indices from true-color fisheye photographs. Burnaby: Simon Fraser University, New York: The Institute of Ecosystem Studies.1999.

MUELLER-DUMBOIS, D. & ELLENBERG, H. Aims and methods of vegetation ecology. J. Wiley. 1974.

RODRIGUES, R.R.; LEITÃO FILHO, H.F. (Ed.). Matas ciliares: conservação e recuperação. São Paulo: EDUSP/FAPESP, 2000.

Notícias do Curso

Ver todas