Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências Biológicas

Disciplina: PROJETO INTEGRADOR – CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS

Código: 20-531

Carga Horária: 60h (Teórica: 10h) (Extensão: 50h)

Nº de Créditos: 03

Pré-requisitos: ----

 

Ementa

Morfologia e fisiologia dos principais sistemas corporais, envolvendo atividades práticas de ensino, pesquisa, extensão e prestação de serviços à comunidade nas disciplinas afins a Ciências Morfológicas. Alterações morfológicas e consequências para a saúde humana e animal.

 

Objetivos

A disciplina tem por objetivo fornecer aos alunos subsídios para que compreendam a estreita relação entre estrutura (morfologia) e função (fisiologia) dentro do contexto biológico. Também visa que os alunos sejam capazes de aplicar este conceito para diferentes áreas das ciências biológicas (biologia humana, zoologia, entre outras), assim como consigam identificar a relação entre alterações morfológicas e a ocorrência de patologias. Além disso, a disciplina irá oportunizar a discussão sobre conceitos sobre a saúde e a vida humana e ambiental e a importância de preserva-la com qualidade

 

Conteúdos Curriculares

UNIDADE 1 - INTRODUÇÃO

- Relação estrutura morfológica e funções fisiológicas

- Morfofisiologia humana e saúde

- Morfofisiologia animal e adaptações ambientais

UNIDADE 2 - ALTERAÇÕES MORFOFISIOLÓGICAS E DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA

- Alterações morfofisiológicas inatas

- Agentes ambientais como promotores de alterações morfofisiológicas

- Alterações morfofisiológicas e patologias

- Técnicas de preparo de material biológico para estudo e pesquisa em morfologia

- Noções básicas sobre exposições e museologia

- Organização de exposições e materiais informativos

 

Metodologia

A metodologia da disciplina irá contar com metodologias tradicionais mescladas com metodologias ativas. Considerando a natureza da disciplina, a ênfase será dada para métodos ativos nos quais o professor atue como mediador do conhecimento, enquanto que os alunos serão protagonistas na busca pelo conhecimento, por meio de atividades de pesquisa, discussões, produções de materiais diversos. Esta disciplina em específico, irá desafiar os alunos a integrarem conhecimentos de diferentes áreas para produzirem materiais aplicados à extensão universitária (folders, palestras, oficinas, seminários, exposições, entre outros), promovendo divulgação de informações sobre saúde e qualidade de vida junto à comunidade.

 

Avaliação

O sistema de avaliação desta disciplina está de acordo com o que determina o Regimento Interno da URI, Resolução nº 2318/CUN/2017- Capítulo XI, Subseção VII, Art.85-92 “do planejamento de ensino e da avaliação da aprendizagem”. Para atender este novo modelo acadêmico prevê que os resultados acadêmicos sejam expressos em pontos acumulados de zero (0) a dez (10).

 

BIBLIOGRAFIA

Bibliografia Básica

HICKMAN Jr., et al. Princípios Integrados de Zoologia, 16ª edição. Grupo GEN, 2016. [Minha Biblioteca].

NASCIMENTO, S. S. do; SANTOS, P.C. Mutações na construção dos museus de ciências. Campinas, Unicamp. 2001.

WILLIAMS, L. & WILKINS. Anatomia e Fisiologia - Série Incrivelmente Fácil. Grupo GEN, 2003. [Minha Biblioteca].

 

Bibliografia Complementar

GOB, A. Museologia: história, evolução e questões atuais. Fund. Getúlio Vargas: São Paulo, 2019.

NETTER, F.H. Atlas de anatomia humana. 5. ed. Rio de Janeiro: Elsivier, 2011.

OMAR, F.D; BLACKBURN, S.; MOFFTA, D. Anatomia Básica: Guia ilustrado de conceitos fundamentais. Barueri: Editora Manole, 2013. [Minha Biblioteca].

SANTOS, M. Museu, escola e comunidade: uma integração necessária. Cecília T. Moura Brasília, Ministério da Cultura. 1987.

TORTORA, G.J.; DERRICKSON, B. Corpo humano: Fundamentos de anatomia e fisiologia. 8. ed. São Paulo: Artmed, 2012.

 

Notícias do Curso

Ver todas