Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Disciplina: Estágio Supervisionado Ambulatorial I – B (Fisioterapia em Neurologia e Pediatria)

Código: 40-430

Carga Horária: 75h (Teórica: 0  Prática: 75)

Número de Créditos: 05

 

1 EMENTA

Intervenção fisioterapêutica em fisioterapia neurológica ambulatorial na reabilitação de adultos e crianças.

 

2 OBJETIVOS

Estimular no estagiário atitude profissional e ética no atendimento ao paciente neurológico, bem como promover situações de problematização e resolução técnico-científica condizente a atuação profissional ambulatorial e comunitária.

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

Avaliação fisioterapêutica neurológica adulto e infantil

Abordagem ao paciente e seus familiares

Recursos terapêuticos utilizados em promoção, prevenção e reabilitação neurológica adulto e infantil

Plano de tratamento fisioterapêutico a curto, médio e longo prazo

Aplicabilidade de diferentes técnicas, métodos e procedimentos em neurologia adulto e infantil

Reintegração sócio funcional do paciente

Discussões das principais afecções relacionadas a área neurológica

 

4 METODOLOGIA

O estágio na área da neurologia adulto e infantil, acontece na Clínica Escola de Fisioterapia, sendo a metodologia desta área pautada em atendimentos à pacientes com afecções neurológicas e em atividades acadêmico científicas, envolvendo entre outros, apresentações individuais de artigos científicos pelos estagiários, conforme seleção do supervisor e preceptor.

Prevê-se previamente ao início das atividades, a apresentação ao grupo de estagiários, a rotina e funcionamento de cada um dos locais de realização do mesmo, bem como o direcionamento das ações a serem desenvolvidas pela área. Os critérios de avaliação do estagiário são também explicitados neste momento.

Com relação a metodologia das atividades a serem desenvolvidas pelos estagiários, devem ser seguidos os seguintes itens orientadores:

- Atendimentos diários a pacientes adultos e infantis na Clínica Escola de Fisioterapia da URI (avaliação, tratamento e reavaliações)

- Evoluções diárias em prontuários

- Realização de rounds clínicos para discussão de casos

- Apresentação de artigos científicos

- Construção de artigos científicos ou relatórios

- Discussões das propostas entre os estagiários e supervisores/preceptores tendo estes últimos, papel facilitador do processo de aprendizagem;

- Participação em campanhas de prevenção à saúde humana, conforme a demanda institucional e/ou municipal

- Construção de materiais educativos

Além das atribuições metodológicas desta área de estágio, o curso incentiva a realização de práticas educativas e de sustentabilidade, adotadas em todas as áreas de estágio e que compreendem: o uso racional de papeis e folhas de ofício; a adequada separação de lixo; o atendimento aos indivíduos e grupos de forma humanitária e igualitária, sem discriminação de raça e cor; o respeito as diferentes crenças e culturas e suas particularidades e autonomia nas decisões; o respeito aos princípios éticos e morais.

  

5 AVALIAÇÃO

A avaliação dos estagiários compreende diferentes dimensões, a saber: conhecimento científico, habilidades, condutas, desempenho teórico técnico, relatório final e/ou elaboração de artigo científico. Estes critérios de avaliação, que possuem pontuação específica, serão considerados através do desempenho diário dos estagiários, nos diferentes locais de estágio, avaliando-os pela atuação individual e em grupo, através de supervisão docente e de preceptor de forma permanente.

Os estagiários são também avaliados através avaliações escritas e orais, realização de avaliação fisioterapêutica, atendimento aos pacientes com disfunção neurológica e desempenho na elaboração de artigo científico ou relatório.

 

 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CARNEY, Paul R.; GEYER, James D. (Coord.). Prática pediátrica: neurologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.

SHEPHERD, Roberta B. Fisioterapia em pediatria. 3 ed. São Paulo: Santos, 2002.

UMPHRED, Darcy A. Reabilitação neurológica. 4 ed. Barueri: Manole, 2004.

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

COHEN, Helen (Ed.). Neurociência para fisioterapeutas: incluindo correlações clínicas. 2 ed. São Paulo: Manole, 2001.

LIMA, César Luiz Ferreira de Andrade; FONSECA, Luis Fernando. Paralisia cerebral: neurologia, ortopedia e reabilitação. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.

O'SULLIVAN, Susan B; SCHMITZ, Thomas J. Fisioterapia: avaliação e tratamento. 4 ed. Barueri: Manole, 2004.

STOKES, Maria. Neurologia para fisioterapeutas. Moscou: Premier, 2000.

TECKLIN, Jan Stephen. Fisioterapia pediátrica. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2002.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas