Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Disciplina: Introdução à Fisioterapia A

Código: 40-364

Carga Horária: 30h (Teórica 30  Prática 0)

Número de Créditos: 02

 

1 EMENTA

História da Fisioterapia. Legislação. Habilidades e competências profissionais. Áreas de atuação do Fisioterapeuta. Órgãos e entidades de classe. Estrutura curricular do curso de Fisioterapia da URI.

 

2 OBJETIVOS

Propiciar o acadêmico conhecimento acerca de sua futura profissão, abordando e discutindo assuntos pertinentes à formação, competências e atuação profissional.

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

Introdução ao Curso de Fisioterapia da URI: Projeto Pedagógico do Curso de Fisioterapia da URI; Conhecer a estrutura física do Curso.

Matriz Curricular do Curso de Fisioterapia

Histórico da Fisioterapia: no RS, no Brasil e no mundo

Código de Ética Profissional: Regulamentação da profissão, Decreto Lei 938/69

Conselhos Regional CREFITO 5 e Conselho Federal e COFFITO

Experiência profissional

Áreas de atuação profissional nos diferentes níveis de atenção à fisioterapia: estágio de observação

 

4 METODOLOGIA

A disciplina será desenvolvida a partir de aulas teóricas expositivas dialogadas utilizando-se diferentes recursos multimídia. Prevê-se o incentivo à busca de artigos científicos com leitura e interpretação de um resumo em língua inglesa. Estão programadas visitas aos diferentes setores da URI, como a Clínica Escola de Fisioterapia, Biblioteca, Setor de Periódicos, Laboratórios de Informática, Diretório Central de Estudantes (DCE). Durante o semestre, estão previstas palestras com profissionais da fisioterapia, em diferentes especialidades profissionais. Ainda, está previsto o acompanhamento dos atendimentos fisioterapêuticos realizados pelos estagiários na Clínica Escola de Fisioterapia, com apresentação de relatório da visitação de forma expositiva aos colegas, ao final do semestre.

5 AVALIAÇÃO

A avaliação do aluno ocorre de maneira individual através de prova teórica e, em dupla, através de entrega de relatórios. Em relação ao artigo científico, a avaliação terá como critérios: interpretação e domínio do conteúdo do resumo, sequência lógica de apresentação, clareza na explicação e criatividade na apresentação do material didático visual.

A participação dos alunos em sala de aula durante as discussões será avaliada, podendo contribuir na nota final do aluno.  

 

 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BARRA, Luana Yehia De La. A visão saúde-doença do estudante de fisioterapia. Curitiba: Juruá, 2010.

PINHEIRO, Gisele Braga. Introdução à fisioterapia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

REBELATTO, José Rubens; BOTOMÉ, Sílvio Paulo. Fisioterapia no Brasil: fundamentos para uma ação preventiva e perspectivas profissionais. 2. ed. São Paulo: Manole, 1999, 2004.

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BERTOLLI FILHO, Claudio. História da saúde pública no Brasil. 5. ed. São Paulo: Ática, 2004, 2011.

CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL (5. REGIÃO); SCHWINGEL, Glademir; MOREIRA, Leandro da Rocha; Perla Cristiane (Org.). A fisioterapia e suas vivências na saúde pública do Rio Grande do Sul: relatos de experiências no SUS. Porto Alegre: Pallotti, 2007.

DELIBERATO, Paulo César Porto. Fisioterapia preventiva: fundamentos e aplicações. Barueri: Manole, 2002.

MOURA, Elcinete Wents de; SILVA, Priscilla do Amaral Campos e (Coord.) Fisioterapia: aspectos práticos e clínicos da reabilitação. São Paulo: Artes Médicas, 2005.

PAGLIARULO, Michael A. Fisioterapia. Rio de Janeiro: Revinter, 2010.

 

Periódicos em Fisioterapia, entre eles:

Revista Brasileira de Fisioterapia. São Carlos - SP : Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação, 1996.

Revista CREFITO-5: Conselho Regional de fisioterapia e terapia ocupacional da 5ª região. Porto Alegre - RS : CREFITO 5.

Revista Fisioterapia Brasil: Physical Therapy Brazil. São Paulo - SP : Atlântica.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas