Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Disciplina: Fisioterapia Desportiva

Código: 40-204

Carga Horária: 60h (Teórica: 30  Prática: 30)

Número de Créditos: 04

 

1 EMENTA

Lesões e patologias decorrentes do esporte. Aspectos de avaliação, tratamento e reabilitação das lesões desportivas. Orientação para prevenção dos traumatismos.

 

2 OBJETIVOS

2.1 OBJETIVO GERAL

Estudar lesões e patologias decorrentes da atividade esportiva, o processo de reabilitação e a prevenção dessas lesões no esporte e paradesporte.

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

Introdução à fisioterapia desportiva

     O fisioterapeuta no esporte

 Processo de avaliação do atleta e do paratleta

     Avaliação pré-participação

     Avaliação da lesão no programa de reabilitação

 Reabilitação sensório-motora

     Propriocepção e Controle Neuromuscular

     Treinamento Pliométrico

 Bandagem funcional

 Avaliação, prevenção e reabilitação das principais lesões desportivas     

     Lesões desportivas no joelho

     Lesões desportivas na pelve/quadril

     Lesões desportivas no tornozelo/pé

     Lesões desportivas no ombro

     Lesões desportivas no cotovelo/punho/mão

     Lesões desportivas na coluna vertebral

     Lesões músculo tendíneas

 Primeiros socorros nos esportes

     Procedimentos

     Atuação da equipe multidisciplinar

 Psicologia no esporte

     Fatores psicológicos na reabilitação

 

4 METODOLOGIA

Aulas expositivas, utilizando recursos audiovisuais como projetor multimídia, aulas práticas na Clínica Escola de Fisioterapia. Seminários e rounds com discussão de artigos em Fisioterapia Desportiva e casos clínicos. As aulas pretendem permitir a construção conjunta com o acadêmico, dos conceitos utilizados em fisioterapia desportiva, da prática da fisioterapia desportiva do atleta profissional e amador, da interação das outras disciplinas com a fisioterapia desportiva, além de propiciar uma visão holística do ser humano acometido por uma patologia desportiva e da importância de adotar-se medidas de promoção da qualidade de vida para este indivíduo.

Serão oportunizados seminários temáticos, a vivência com atletas e paratletas profissionais e amadores; estudos dirigidos para discussão em pequenos grupos e apresentações orais, além de dinâmicas que propiciem o desenvolvimento da criatividade e aprendizagem.

Haverá três momentos diferenciados: Seminário de Psicologia no esporte; apresentação de um relato de caso; teatro sobre primeiros socorros no esporte.

5 AVALIAÇÃO

Os alunos serão avaliados por meio de provas teóricas, apresentação dos seminários temáticos, relato de caso, teatro, aula prática, estudos dirigidos e demais atividades propostas no decorrer do semestre. Assiduidade, envolvimento e participação das aulas também serão critérios de avaliação.

 

 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

GOULD, James A. (Coord). Fisioterapia na ortopedia e na medicina do esporte. 2. ed. São Paulo: Manole, 1993.

PRENTICE, William E. Fisioterapia na prática esportiva: uma abordagem baseada em competências. 14. ed. Porto Alegre: AMGH, 2012.

ZATSIORSKY, Vladimir M (Edit.). Biomecânica no esporte: performance do desempenho e prevenção de lesão. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ANDREWS, James R. Reabilitação física do atleta. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

COHEN, Moisés; ABDALLA, Rene Jorge. Lesões nos esportes: diagnóstico, prevenção, tratamento. Rio de Janeiro: Revinter, 2003.

MELLION, Morris B; PUTUKIAN, Margot; MADDEN, Christopher C. Segredos em medicina desportiva. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

PRENTICE, William E. Modalidades terapêuticas: em medicina esportiva. 4. ed. Barueri: Manole, 2002.

PRENTICE, William E. Técnicas de reabilitação em medicina esportiva. 3. ed. Barueri: Manole, 2002.

 

Notícias do Curso

Ver todas