Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA

DISCIPLINA: MINERALOGIA

CÓDIGO: 10-901

CARGA HORÁRIA: Teórica – 60 / Prática – 00

CRÉDITOS: 04

PRÉ-REQUISITOS: 10-333 – QUÍMICA INORGÂNICA I

 

1 EMENTA

Constituição e geoquímica da crosta terrestre. Classificação, gênese e caracteres gerais de rochas e minerais. Cristalografia morfológica, física e ótica. Classificação geral dos minerais. Descrição, identificação e classificação dos minerais mais abundantes na crosta. Descrição, identificação e classificação dos principais minerais industriais e de interesse econômico no Rio Grande do Sul.

 

2 OBJETIVOS

2.1 OBJETIVO GERAL

Proporcionar conhecimentos fundamentais sobre origem, identificação e propriedades básicas e morfológicas para classificação dos minerais mais abundantes na crosta, principalmente os principais minerais industriais e de interesse econômico no Rio Grande do Sul.

 

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Capacitar o aluno sobre os tipos de minerais, origens e propriedades; que o aluno possa aplicar os conhecimentos de Mineralogia na identificação e caracterização dos diferentes minerais.

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

3.1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA TERRA

3.1.1 Origens, características principais (forma, volume, massa), constituição interna e magmatismo terrestre.

3.1.2 Litosfera: estrutura e constituição química e litológica.

3.1.3 Agentes endogenéticos: Tectonismo e vulcanismo

 

3.2 INTRODUÇÃO À CIÊNCIA GEOLÓGICA

3.2.1 História, divisões e principais conceitos

 

3.3 MINERALOGIA E PETROLOGIA

3.3.1 Generalidades e conceitos principais

3.3.2. Minerais

3.3.2.1 Propriedades físicas

3.3.2.2 Propriedades óticas

3.3.2.3 Propriedades químicas

3.3.2.4 Principais grupos de minerais

3.3.3 Rochas

3.3.3.1 Rochas ígneas ou magmáticas

3.3.3.2 Rochas sedimentares

3.3.3.3 Rochas metamórficas

 

3.4 RECURSOS MINERAIS

3.4.1 Ocorrências minerais e minérios

3.4.2 Principais minerais e suas aplicações

3.4.2.1 Recursos minerais do Rio Grande do Sul

3.4.2.1.1 Formação geológica do Rio Grande do Sul

3.4.2.1.2 Tipos, características, importância das rochas e minerais

3.5 IMPACTOS AMBIENTAIS DECORRENTES DA EXTRAÇÃO MINERAL NO BRASIL E NO RIO GRANDE DO SUL

 

4 METODOLOGIA

Aulas expositivas e dialogadas, trabalho de campo e prática em sala de aula, trabalhos individuais e em grupos. Utilização de recursos áudio-visuais.

 

5 AVALIAÇÃO

Avaliação baseada em trabalhos individuais e em grupos, provas, relatórios e na participação e envolvimento acadêmico durante as aulas.

 

 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

DANA, J.D. Manual de mineralogia. Rio de Janeiro: LTC, 1984.

DEER, W.A.; HOWIE, R.A; ZUSSMAN, J. Minerais constituintes das rochas: uma introdução. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2000.

LEINZ, V.; CAMPOS, J.E.S. Guia para determinação de minerais. São Paulo: Nacional, 1971.

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BÉTEKHTINE, A. Manuel de minéralogie descriptive. Moscou: Mir, 1968.

ERNST, W. G. Minerais e rochas. São Paulo: Edgard Blücher, 1998.

CHAGAS, A.P. Argilas: as essências da terra. São Paulo: Moderna, 1997.

NESSE, W.D. Introduction to mineralogy. New York: Oxford University, 2000.

PUTNIS, A. Introduction to mineral sciences. Cambridge: Cambridge University Press, 2003.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas