Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA

Disciplina: QUÍMICA AMBIENTAL II

Código: 10-351

Carga Horária: 60 (Teórica: 30) (Prática: 30)

Nº de Créditos: 4

Pré-requisitos: 10-346 – QUÍMICA AMBIENTAL I

 

1 EMENTA

Tratamento de efluentes industriais. Controle da poluição nas indústrias. Legislação. Normas técnicas para tratamento de resíduos industriais. Tratamento e disposição de resíduos industriais.

 

2 OBJETIVOS

2.1 OBJETIVO GERAL

Introduzir aos acadêmicos noções dos processos de tratamento de águas domésticas e industriais.

 

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Trabalhar a química das águas e efluentes, buscando aliar de forma constante a conscientização ambiental para a preservação do meio e a minimização de resíduos gerados; Trabalhar as etapas envolvidas no tratamento de efluentes industrias abordando os processos químicos, físicos e biológicos utilizados.

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

3.1 A química das águas e efluentes

3.1.1 Processos de oxidação e redução em águas e efluentes

3.1.2 Compostos nitrogenados em águas e efluentes

3.1.3 A química ácido-base em águas: o sistema carbonato.

3.1.4 Metais pesados em águas e efluentes

3.1.5 Metodologia para a determinação e quantificação de diferentes parâmetros em águas e efluentes, tais como: alcalinidade, dureza, matéria orgânica, DBO, DQO, OD, fósforo, ferro, nitrogênio, nitrato, sólidos totais e sedimentáveis, entre outros.

 

3.2 Tratamento de efluente industriais: sólidos, líquidos e gasosos

3.2.1 Níveis de tratamento: preliminar, primário, secundário e terciário

3.2.2 Processos físicos

3.2.3 Processos químicos

3.2.3.1 Precipitação química

3.2.3.2 Eletrofloculação

3.2.3.3 Processos oxidativos avançados: conceitos fundamentais

3.2.4 Processos biológicos

3.2.4.1 Lagoas aeradas e facultativas

3.2.4.2 Lodos ativados

 

4 METODOLOGIA

As aulas serão expositivas com o uso de recursos audiovisuais, sempre dialogadas com textos e artigos científicos atualizados. Também serão desenvolvidos estudos dirigidos e seminários bem como a realização de visitas técnicas em estações de tratamento de efluentes de diferentes indústrias.

 

5 AVALIAÇÃO

As avaliações serão realizadas usando diferentes metodologias, tais como: apresentações de seminários, relatórios de aulas práticas, trabalhos em grupo e avaliação individual escrita.

 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BAIRD, C.; CANN, M. Química ambiental. Porto Alegre: Bookman, 2011.

MACÊDO, J.A.B. Introdução à química ambiental. Juiz de Fora: CRQ-MG, 2006.

MANAHAN, S.E. Fundamentals of envirnmental chemistry. United States of America: Lewis Publishers, 2001.

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

COELHO, F.S. Fertilidade do solo. Campinas: Instituto Campineiro de Ensino Agrícola, 1973.

KEITH, L.H. Environmental sampling and analysis: a practical guide. United States: Lewis Publishers, 2000.

NÚCLEO DE PROCESSOS AMBIENTAIS. Departamento de Engenharia Química da Faculdade de Engenharia - PUCRS. Gerenciamento de resíduos e certificação ambiental. Porto Alegre: Edipucrs, 2000.

RODRÍGUEZ, M.J.M.; MARÍN, G.R. Físico-química de águas. Madrid: D. de Santos, 1999.

VAITSMAN, E.P.; VAITSMAN, D.S. Química & meio ambiente: ensino contextualizado. Rio de Janeiro: Interciência, 2006.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas