Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências da Saúde

Disciplina: Práticas Pedagógicas em Saúde

Código: 40-896

Carga horária: 60 horas     

Créditos: 04

 

1 EMENTA

Práticas pedagógicas e o processo de ensinar e de aprender. Teorias epistemológicas e tendências pedagógicas contemporâneas. Metodologias de ensino com vistas ao planejamento de práticas educativas em saúde.

 

2 OBJETIVO

Refletir sobre a contribuição da educação na formação do profissional da saúde, discutindo e construindo referências teórico-metodológicas, que os instrumentalize quanto ao processo de ensino-aprendizagem à luz das teorias educacionais e tendências pedagógicas contemporâneas, com a ênfase especial no planejamento e na avaliação da prática de atividades educativas em saúde.

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

Educação e o processo de ensinar e de aprender e sua relação na formação do profissional de saúde:

Educação conceito restrito e conceito ampliado;

A relação entre educação, ciências e tecnologias e a produção social do conhecimento;

Contribuição da educação na formação do profissional da saúde.

Teorias epistemológicas e tendências pedagógicas no processo de ensinar e de aprender;

A relação entre ensino e aprendizagem.

Teorias Epistemológicas da Educação;

Tendências Pedagógicas na Prática Educativa.

Planejamento da prática educativa.

Planejamento e seus elementos básicos.

Organização do planejamento:

Avaliação da aprendizagem.

Metodologia de Ensino.

Metodologia de ensino e seus elementos básicos;

Metodologia de ensino na área da saúde-enfermagem.

Dinâmicas de grupo:

Conhecimento intra e interpessoal.

 

4 METODOLOGIA

A metodologia de trabalho tem por base uma concepção dialética de construção do conhecimento e, envolve aulas expositivas participadas, estudos e interpretações de textos, trabalhos individuais e, em pequenos grupos, elaboração e execução de planos de trabalhos, realização de seminários.

 

5 AVALIAÇÃO

A avaliação da aprendizagem tem por base uma concepção emancipatória e de processo; se propõe a acolher e acompanhar os acadêmicos utilizando-se de estratégias complementares para os que apresentarem dificuldades de aprendizagem. Envolverá a participação dos acadêmicos nos seminários, elaboração de trabalhos e relatórios em grupo e/ou individual; leituras e exposições acompanhadas de resumos e/ou mapas conceituais; elaboração e execução de planejamentos.

 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BECKER, Fernando. Educação e Construção do conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 2001.

CUNHA, Maria Isabel da. O professor universitário na transição de paradigmas. 2. ed. Araraquara: Junqueira&Marin, 2005.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

 

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

DEMO, Pedro. Professor do Futuro e Reconstrução do Conhecimento. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

ANDRÉ, M. E. D. A. de; OLIVEIRA, M. R. N. S. (Org.). Alternativas no ensino de didática. 2. ed. Campinas, SP: Papirus, 2000.

GIL, A. C. Didática no Ensino Superior. São Paulo: Atlas, 2013.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem componente do ato pedagógico. São Paulo: Cortez, 2011.

 

Notícias do Curso

Ver todas