Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências da Saúde

Disciplina: Enfermagem no Cuidado à Paciente Crítico

Código: 40-891

Carga Horária: 90 (Teórica: 60) (Prática: 30)

Créditos: 06

 

1 EMENTA

Cuidado integral e sistematizado à pacientes em situação crítica. Processo de Enfermagem. Gestão clínica, de recursos humanos e de estrutura físico-funcional de Unidades de atendimentos a pacientes críticos. Assistência ética e humana à família do paciente crítico.

 

2 OBJETIVO

Desenvolver habilidades para o cuidado integral ao paciente crítico, promovendo a segurança do paciente, assumindo o compromisso ético e humanístico.

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

3.1 Processo para admissão e transição do cuidado de pacientes em Unidade de Cuidados Críticos: Acolhimento com Classificação de Risco; Critério de Admissão em UTI; Alta segura; Processo de morte e morrer; Indicadores Assistenciais da Terapia Intensiva.

3.2 Intervenções de enfermagem na UTI: Pressão venosa central – PVC; Pressão arterial média – PAM; Métodos de monitorização invasiva; Cuidados de Enfermagem em Ventilação Mecânica; Eletrocardiograma.

3.3 Sistema Nervoso: Acidente Vascular Cerebral; Acidente Vascular Isquêmico; Acidente Vascular Hemorrágico; Acidente Vascular Transitório; Traumatismo cranioencefálico; Morte Encefálica; Doação de órgãos.

3.4 Sistema Cardiovascular: Doença Aórtica; Aneurisma Aórtico; Dissecção Aórtica; Síndrome Coronária Aguda; Infarto Agudo do Miocárdio; Angina Pectoris; Arritmias; Parada Cardiopulmonar (ACLS).

3.5 Sistema Respiratório: Síndrome Respiratória Aguda Grave; Edema Agudo de Pulmão; Embolia Pulmonar; Ventilação Mecânica

3.6 Sistema Endócrino: Emergências para Pacientes com Diabetes Melito; Cetoacidose Diabética.

3.7 Choque: Cardiogênico; Neurogênico; Hipovolêmico; Séptico; Anafilático.

3.8 Farmacologia da terapia intensiva: Vasodilatadores; Vasoativos; Cardiotônicos; Cardioprotetores; anticoagulantes e trombolíticos; Anestésicos; Sedativos; Antagonistas; Antiarrítmicos; Bloqueadores musculares; Eletrólitos; Drogas de Alta Vigilância.

 

4 METODOLOGIA

Aulas teóricas expositivas, dialogadas; demonstrativas em laboratório; Contextualização e problematização por meio de estudos de casos clínicos e construção do processo de enfermagem, fortalecendo raciocínio clínico e tomada de decisão. As atividades teórico-práticas serão desenvolvidas nas unidades de atendimento a paciente crítico. Serão planejadas atividades como reconhecimento da estrutura físico funcional da unidade e equipe multiprofissional atuantes nesse cenário, oportunizado o acadêmico prestar assistência integral ao doente gravemente enfermo, raciocínio clínico, planejamento terapêutico e processo de enfermagem, garantindo uma assistência com qualidade e segurança ao doente e família.

 

5 AVALIAÇÃO

O Processo de avaliação será baseado nos conhecimentos, habilidades, atitudes e especificidades do cenário relativo aos conteúdos curriculares desenvolvidos. Serão utilizados diversificados dispositivos que possam garantir a avaliação somativa e formativa da progressão do estudante, ao longo do curso, permitindo acompanhar o desenvolvimento de competências.

 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

KNOBEL, Elias. Condutas em paciente grave. São Paulo: Atheneu, v. 1, 4. ed. 2016.

VIANA, Renata Andréa Pietro Pereira. TORRE, Mariana. Enfermagem em terapia intensiva: práticas integrativas. Barueri, SP: Manole, 2017.

MURAKAMI, Beatriz Murata, SANTOS, Eduarda Ribeiro. Enfermagem em terapia intensiva. Barueri, SP: Manole, 2015.

 

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BARRETO, Sérgio Saldanha Menna; VIEIRA, Silvia Regina Rios; PINHEIRO, Cleovaldo Tadeu dos Santos. Rotinas em terapia intensiva. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2001.

CHEREGATTI, Aline Laurenti; AMORIM, Carolina Padrão (Org.). Enfermagem em unidade de terapia intensiva. 2. ed. São Paulo: Martinari, 2011.

CINTRA, Eliane Araújo; NISHIDE, Vera Medice; Nunes, Wilma Aparecida. Assistência de Enfermagem ao paciente gravemente enfermo. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2003.

IRWIN, Richard S., RIPPE, James M. Manual de Terapia Intensiva. 3. ed. Rio de Janeiro: Medsi, 2003.

KNOBEL, Elias. Terapia Intensiva: Pneumologia e fisioterapia respiratória. São Paulo: Athneu, 2004.

 

Notícias do Curso

Ver todas