Plano de EnsinoURI Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências da Saúde

Disciplina: Enfermagem no Cuidado à Saúde da Mulher

Código: 40-885

Carga Horária: 150 (Teórica: 60)  (Prática: 90)  

Créditos: 10

 

1 EMENTA

Integra o cuidado a saúde da mulher em diferentes fases do ciclo vital, enfatizando os aspectos sociais, culturais, sexuais, de gênero, etnia e idade. Considera a humanização, a competência técnico-científica e educativa, o senso crítico e reflexivo. Integra a pesquisa e a extensão com a comunidade, a família e a mulher, norteadas pela prática da Sistematização da Assistência de Enfermagem.

 

2 OBJETIVO

Desenvolver através da ação, reflexão e transformação permanente o cuidado de enfermagem às mulheres em relação ao gênero, sexualidade e saúde, com interfaces nas questões étnico-raciais e dos direitos humanos; às mães (que vivenciam ou não o processo de nascimento); ao recém-nascido e família, buscando cuidar de forma humanizada e, ao mesmo tempo, desvelando seus significados abordando questões ambientais e ecológicas que se relacionam com os cuidados à saúde que possam interferir no desenvolvimento fetal.

Oportunizar a vivência do aluno com a sistematização da assistência de enfermagem à saúde da mulher.

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

Introdução: Aspectos estruturais e funcionais do aparelho reprodutor masculino e feminino;

Mulher no ciclo vital: Gênero, Questões étnico-raciais e socioambientais, Sexualidade, Saúde nas diferentes culturas, Política de Atenção Integral à Saúde da Mulher, A mulher vítima de violência. Direitos da mulher na sociedade; Lei Maria da Penha.;

Concepção: planejamento familiar.

Consulta de enfermagem no pré-natal: diagnóstico de gestação, alterações físicas e psicológicas, exames, exame físico, classificação de risco, nutrição.

Gestação: Hormônios da gravidez, Fases do desenvolvimento, Membranas Fetais, Placenta, Cordão Umbilical, Crescimento e desenvolvimento Fetal e as interferências ambientais na gestação;

Complicações Gestacionais: Prematuridade, Mola hidatiforme, Toxemia Gravídica, Êmese e Hiperêmese Gravídica, Eclâmpsia e Pré-eclâmpsia, Diabete Gestacional, Polidramnia e oligoidramnia, Infecções, Deslocamento prematuro de placenta, Placenta Prévia, Isoimunização, Gestação, Extra Uterina, Morte fetal, Aborto;

Parto: Estudo do Parto, Planos da bacia, Situação fetal, Contratilidade Uterina, Evolução do Ciclo Gravídico-Puerperal, fases do parto, Cuidado de enfermagem no trabalho de parto e parto, Tipos de parto, Analgesia do parto, Complicações do parto: Ruptura uterina, Apresentação e posição anormal do feto, Prolapso de Cordão Umbilical, Retenção da placenta, Lacerações Cervicais, Cuidados de enfermagem; Humanização no nascimento.

Puerpério: Puerpério normal e patológico (complicações); Orientações de alta com planejamento de consulta de enfermagem domiciliar; Amamentação;

Ginecologia: Síndrome pré-menstrual; Climatério, menopausa; Urgências ginecológicas; hemorragias; dor pélvica; dor inflamatória pélvica (DIP); endometriose; Câncer de mama: prevenção, tipos, tratamento, Câncer de colo de útero, prevenção, tipos, tratamento. Incontinência urinária, Cirurgias ginecológicas.

 

4 METODOLOGIA

Aulas demonstrativas, educativas, fomentando a crítica, criatividade, abordando situações problemas do cotidiano; Simulações no laboratório de cuidados de enfermagem, onde o aluno assume sua responsabilidade no ambiente de trabalho; Atividades teórico-práticas com aplicação de recursos humanos, didáticos, lúdicos e tecnológicos acerca da consulta de enfermagem a mulher em todo o ciclo vital, incluindo: durante o exame cito patológico, climatério, gestação e puérpério; Temas geradores para o grupo vivenciar a disciplina com discussões e complementação dos integrantes;  Produção de resumos expandidos ou artigos referentes à vivência das práticas e ainda, Fóruns, debates e seminários.

 

5 AVALIAÇÃO

Valorização dos aspectos afetivos (atitudes); auto avaliação; valorização do processo de ação, reflexão e transformação no desenvolvimento do aluno; Participação nas atividades teórico-práticas propostas, através do pensar, fazer, realizar e pesquisar o cuidado a mulher nas suas mais diversas formas; cumprimento no prazo proposto das atividades durante as aulas teóricas-práticas; participação, interesse, iniciativa e criatividade durante as aulas teóricas-práticas; identificação correta dos recursos utilizados na execução do cuidado de enfermagem a mulher/recém-nascido/família/comunidade; capacidade de fundamentar cientificamente os procedimentos adotados na prestação do cuidado de enfermagem a mulher e ao recém-nascido; Leitura e síntese de livro e artigos; apresentação e entrega de trabalho alusivo ao relato de experiência da vivência da atividade teórico prática.

 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

FREITAS, Fernando et al. Rotinas em obstetrícia. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2011.

MONTENEGRO, Carlos Antônio Barbosa; REZENDE FILHO, Jorge de. Rezende obstetrícia. 11. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2011.

RICCI, Susan Scott. Enfermagem materno-neonatal e saúde da mulher. Guanabara Koogan. Rio de Janeiro. 2008.

 

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BANKOWSKI, Brandon J. Manual de ginecologia e obstetrícia do Johns Hopkins. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BARROS, Sônia Maria Oliveira de (Org.). Enfermagem no ciclo gravídico-puerperal. São Paulo: Manole, 2006.

FERNANDES, Rosa Aurea Quintella; NARCHI, Nádia Zanon (Org.). Enfermagem e saúde da mulher. Barueri: Manole, 2007.

MENKE, Carlos H. et al. Rotinas em mastologia. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

PASSOS, Eduardo Pandolfi; FREITAS, Fernando; CUNHA FILHO, João Sabino L. Rotinas em infertilidade e contracepção. Porto Alegre: Artmed, 2003.

 

Notícias do Curso

Ver todas