Plano de EnsinoURI Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Disciplina: Segurança do Paciente na Atenção à Saúde

Código: 40-798

Carga Horária: 60 (Teórica)

Créditos: 04

 

1. EMENTA

Contextualização dos aspectos históricos, teóricos e conceituais sobre segurança do paciente. Reflexão sobre gestão de riscos, cultura de segurança do paciente e as metas internacionais, bem como das implicações na qualidade da assistência à saúde e processo de trabalho.

 

2. OBJETIVOS

 

2.1 Objetivo geral:

Compreender os aspectos fundamentais que envolvem a segurança do paciente nos diferentes cenários de atenção à saúde.

 

2.2. Objetivos específicos:

Espera-se que ao final do semestre que os alunos estejam aptos às seguintes habilidades e competências:

Promover a cultura de segurança do paciente e suas implicações para a qualidade do cuidado.

Elencar estratégias que promovam a segurança do paciente;

Analisar de forma critico-reflexiva as inter-relações entre trabalho, ambiente e segurança do paciente;

Desenvolver práticas seguras de cuidado nos diversos cenários de atenção à saúde.

 

3. CONTEÚDOS CURRICULARES

 

UNIDADE 1 – SEGURANÇA DO PACIENTE: ASPECTOS FUNDAMENTAIS

    1. – Perspectiva histórica da segurança do paciente
    2. – Qualidade do cuidado em saúde e metas internacionais
    3. – Programa Nacional de Segurança do paciente e protocolos básicos
    4. - Taxonomia em segurança do paciente
    5. – As redes de Enfermagem e Segurança do paciente (RIENSP, REBRAENSP, REBRAENSP, Pólo RS e Núcleos).

 

UNIDADE 2 – O TRABALHO EM SAÚDE E A SEGURANÇA DO PACIENTE

2.1 – O processo de trabalho

2.2 – O processo de trabalho em saúde e enfermagem

2.3 – Fatores humanos e a segurança do paciente

2.4 – Gestão de risco no trabalho da saúde

2.5 – Segurança do paciente nos diversos cenários de atenção à saúde

 

UNIDADE 3 – INCIDENTES DE SEGURANÇA

3.1 – Magnitude do problema, abrangência e tipos

3.2 – Implicações legais do incidente

3.3 – Causas e ameaças à segurança do paciente nos ambientes de trabalho

3.4 – Em caso de incidente: o atendimento ao paciente e o apoio ao profissional.

3.5 – A notificação e o aprendizado com o incidente.

 

UNIDADE 4 – CULTURA DE SEGURANÇA DO PACIENTE

4.1 – Conceitos e definições

4.2 – Componentes da cultura de segurança

4.3 – Fatores que contribuem para serviços de saúde mais seguros

4.4 – Formas de avaliação da cultura de segurança

4.5 - Educação permanente em saúde na promoção da cultura de segurança

 

UNIDADE 5 – ESTRATÉGIAS PARA A SEGURANÇA DO PACIENTE

5.1 – Identificação do paciente

5.2 – Higienização das mãos

5.3 – Uso seguro de dispositivos intravenosos, cateteres e sondas

5.4 – Procedimentos cirúrgicos seguros.

5.5 – Administração segura de sangue e hemocomponentes

5.6 – Pacientes parceiros na sua segurança

5.7 – Comunicação efetiva

5.8 – Prevenção de queda

5.9 – Prevenção de Lesão por pressão

5.10 – Utilização segura de equipamentos

5.11 – Transporte intra e interhospitalar de pacientes críticos

5.12 – Uso seguro de medicamentos.

 

4. METODOLOGIA

Aulas expositivo-dialogadas, com tecnologias educativas, em grupo e individuais. Leitura de artigos. Elaboração de estudo de caso e simulação de situações realísticas. Realização de seminário ao final do semestre.

 

5. avaliação

O processo de ensino aprendizagem será avaliado nas seguintes modalidades:

Participação no processo de elaboração e apresentação de trabalho;

Seminários em grupo ou individuais;

Avaliação teórica;

Para o trabalho escrito será dada uma nota para todo o grupo.

Na apresentação oral cada componente do grupo receberá uma nota individual de acordo com o seu desempenho.

Leitura e discussões de artigos.

 

BIBLIOGRAFIA

6. BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

GAWANDE, Atul. Checklist- Como fazer as coisas bem feitas. Rio de Janeiro: 2011.

LA FORGIA, Gerard M. Desempenho Hospitalar no Brasil: Em busca da Excelência. SP, 2009.

MANUAL DAS ORGANIZAÇÕES PRESTADORAS DE SERVIÇO DE SAÚDE. Versão 2018. Brasília: ONA 2018.

 

7. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

VINCENT, Charles; Segurança do Paciente: orientações para evitar eventos adversos. SP: Yendis Editora, 2009.

Reis CT, Laguardi J, Martins M. Adaptação transcultural da versão brasileira do Hospital Survey on Patient Safety Culture: etapa inicial. Cad Saúde Pública. 2012; 28(11):2199-210.

Wachter RM. Compreendendo a segurança do paciente. Porto Alegre: Artmed, 2010.

Rede Brasileira de Enfermagem e Segurança do Paciente. Estratégias para a segurança do paciente: manual para profissionais da saúde. Porto Alegre (RS): EDIPUCRS; 2013.

Organização Nacional de Acreditação (ONA). Manual das organizações prestadoras de serviços de saúde. Brasília (DF): ONA; 2014.

 

Notícias do Curso

Ver todas