Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS

Disciplina: DIVERSIDADE E INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO I

Código: 70-1074

Carga Horária: 80h (60 presencial + 20 TDE)

Número de Créditos: 04

Pré-requisitos:

 

1. EMENTA:

Aspectos históricos da educação Especial. Educação inclusiva; Políticas públicas da educação Inclusiva no Brasil. Práticas pedagógicas na Educação inclusiva. Acessibilidade e adaptações curriculares. Relações de gênero e Diversidade sexual. Perspectivas histórico-culturais e psicossociais da diversidade e das diferenças do ser humano. A população brasileira, a história e a cultura Afro-brasileira e Indígena e o resgate das contribuições nas áreas social, econômica e política.

 

2. OBJETIVOS:

Analisar a Educação Especial e o processo de Educação inclusiva a partir das concepções filosóficas, políticas, éticas e educacionais fundamentadas nos princípios da Política Educacional Brasileira aplicada às pessoas com deficiência, altas habilidades/superdotação, bem como as com transtorno global do desenvolvimento. Assim como, conhecimento em relação à inclusão das pessoas com necessidades especiais, indígena e afro-brasileira, além da legislação e políticas públicas, frente à diversidade.

 

3. CONTEÚDOS CURRICULARES:

- Aspectos políticos – éticos- filosóficos da Educação Inclusiva

- Caracterização das deficiências

- Atendimento aos alunos com deficiência em sala de aula regular

- Diversidade e inclusão Educacional

- Prática docente para a diversidade e inclusão educacional

 

4. METODOLOGIA

A disciplina será desenvolvida através de aulas teóricas e/ou expositivas e/ou práticas, com recursos audiovisuais e/ou digitais (vídeo, filme, slides), resolução de problemas, seminários, discussões/reflexões em grupos, e produções textuais. O TDE será trabalhado através de estudos teóricos e/ou práticos, leituras, exercícios, trabalhos e fóruns de discussão, com ou sem auxílio de recursos audiovisuais e digitais.

 

5. AVALIAÇÃO

A avaliação da disciplina constituir-se-á num processo em que se evidencia o desenvolvimento de habilidades e competências, sendo uma ação contínua, permanente e reflexiva, pautada em uma avaliação formativa. Para o TDE a avaliação será composta pela realização das atividades encaminhadas que levam em consideração os conteúdos e competências esperadas para a disciplina e contemplarão 20% da nota total da disciplina.

 

BIBLIOGRAFIA

6. BIBLIOGRÁFICA BÁSICA

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: adaptações curriculares. Brasília: MEC/SEF/SEESP, 1998.

_______, Secretaria de Educação Especial. Atendimento Educacional Especializado: aspectos legais e orientações pedagógicas, Brasília: MEC, SEESP, 2007.

________. Resolução Nº 4, de 2 de outubro de 2009. Institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação

Especial. Brasília : CNE.CEB, 2009.

BEYER, Hugo Oto. Inclusão e avaliação na escola: de alunos com necessidades educacionais especiais. 3. ed. Porto Alegre: Mediação, 2010.

LOPES, Maura Corcini; HATTGE, Morgana Domênica (org). Inclusão escolar: conjunto de práticas que governam. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

 

7. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

COLL, César, PALACIOS, Jesús e MARCHESI, Álvaro(Org.). Desenvolvimento Psicológico e Educação: necessidades educativas especiais e aprendizagem Escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995, v.3.

MARQUES, L. P. Professor de Alunos com Deficiência Mental: concepções e práticas pedagógicas. UFJF. Juiz de Fora. MG, 2001.

MAZZOTTA, Marcos & SILVEIRA, J. Educação especial no Brasil: História e políticas. São Paulo: Cortez, 1996.

MANTOAN, Maria Tereza Egler. Inclusão escolar: o que é? Por quê? Como fazer?. São Paulo: Moderna, 2003.

DUK, C. Educar na Diversidade: material de formação docente. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria da Educação Especial, 2005.

GONZÁLEZ, José Antônio Torres. Educação e diversidade. Porto Alegre: Artes Médicas, 2002.

LARROSA, Jorge; SKLIAR, Carlos (orgs). Habitantes de Babel: políticas e poéticas da diferença. Tradução de Semíramis Gorini da Veiga. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

 

Notícias do Curso

Ver todas