Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências Humanas

Disciplina: EXTENSÃO E SOCIOLOGIA RURAL A

Código: 70-980

Carga Horária: 40h (Teórica: 30h)  (Prática: 10h)

Nº de Créditos: 02

 

Ementa

História da extensão rural no Brasil, seus objetivos e concepções metodológicas; análise dos modelos de ação extensionista, suas transformações e perspectivas. O contexto atual da extensão rural e as tendências de mudanças dos enfoques tradicionais. Conceitos básicos de sociologia e antropologia. O estado e a questão fundiária. Os movimentos sociais no meio rural. A questão da terra e a reforma agrária.

 

Objetivos

A disciplina visa proporcionar ao aluno o conhecimento necessário sobre os principais conceitos da sociologia e da antropologia para enfim alcançar o debate relacionado ao meio rural e refletir sobre os principais processos sociais direta ou indiretamente associados à agricultura e a história da extensão rural brasileira.

Ao término da disciplina, o aluno deverá ser capaz de atingir total ou parcialmente as seguintes competências e habilidades: capacidade de análise e síntese; habilidade de trabalho em equipe; capacidade de interpretação e solução de problemas reais ou simulados de práticas reais dentro do contexto da extensão e sociologia rural.

 

Conteúdos Curriculares

UNIDAE 1- INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA

1.1 conceitos fundamentais e aspectos históricos

 

UNIDADE 2- ELEMENTOS DE SOCIOLOGIA RURAL

2.1 O fenômeno rural - urbano

2.2 Capitalismo: surgimento e expansão

2.3 A pecuária no mundo capitalista e o desenvolvimento rural

2.4 A formação multiétnica do rural brasileiro e sua influência na criação e desenvolvimento dos diferentes sistemas de produção, contribuições da cultura africana e indígena

2.5 A importância da mão de obra e da cultura africana na criação e desenvolvimento dos diferentes sistemas de produção

 

UNIDADE 3- MODERNIZAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PAPEL DO ESTADO NO SERVIÇO DE EXTENSÃO RURAL

3.1 Caracterização de modernização e Desenvolvimento.

3.2 A revolução verde e a modernização do setor agropecuário.

3.3 A formação do complexo agroindustrial- O Agribusiness brasileiro

3.4 O processo de geração e socialização de ciência e tecnologia agropecuária

3.5 Origem e desenvolvimento da extensão rural no Brasil.

 

UNIDADE 4- ELEMENTOS DE EXTENSÃO RURAL

4.1 Conceitos de Extensão rural e Assistência técnica

4.2 Papel do extensionista - Extensão ou Comunicação

4.3 Tipos básicos de unidades de Produção agropecuária

4.4 Princípios de pedagogia e comunicação para a extensão e o Processo de comunicação

4.5 O processo ensino aprendizagem

4.6 Adoção e difusão de inovações na agropecuária

 

UNIDADE 5- METODOLOGIA DA EXTENSÃO RURAL

5.1 Modelos de intervenção

5.2 Sequência pedagógica

5.3Esquema de planejamento de ação

5.4 Formas de Trabalho e Métodos de extensão

5.5Processo de planejamento em extensão rural

 

UNIDADE 6- ORGANIZAÇÃO DE PRODUTORES

6.1 Importância, tipos e funções das organizações de produtores

6.2 Metodologia do trabalho em grupos

6.3 Organização de entidades associativas

6.4 Associações e Cooperativas: seu significado na pecuária nacional.

6.5 As interfaces da Extensão Rural com os Direitos Humanos e a conservação do meio ambiente.

 

UNIDADE 7- CONCEPÇÕES, MODELOS E FUNDAMENTOS DO DESENVOLVIMENTO E DA EXTENSÃO RURAL

7.1 O processo de geração e socialização de ciência e tecnologia agropecuária;

7.2 Princípios de pedagogia e comunicação para a extensão;

7.3 Concepções básicas do planejamento e dos métodos em extensão rural.

7.4 Estratégias de intervenção para o desenvolvimento agrário;

7.5 Processo de planejamento em extensão rural;

7.6 Formas de trabalho e métodos em extensão.

 

Metodologia

Visando desenvolver competências técnicas, cognitivas e comportamentais nos alunos, as aulas, de forma variada, terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista (professor como mediador de atividades em que os alunos trabalham em equipes e interagem com a comunidade universitária). No intuito de desenvolver as competências inerentes a disciplina, serão utilizados recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, computador, sala de aula, biblioteca física e virtual (visando pesquisas individuais e em equipe). As aulas práticas serão ministradas através de visitas técnicas em fazendas, propriedades rurais. Relatórios de visitas técnicas, discussões de casos, fichamentos e produção textual serão aplicados como T.D.E. (10h) e   10h de extensão com ações e/ou a socialização com a comunidade externa.

 

Avaliação

O sistema de avaliação desta disciplina está de acordo com o que determina o Regimento Interno da URI, Resolução nº 2318/CUN/2017- Capítulo XI, Subseção VII, Art.85-92 “do planejamento de ensino e da avaliação da aprendizagem”. Para atender este novo modelo acadêmico prevê que os resultados acadêmicos sejam expressos em pontos acumulados de zero (0) a dez (10), sendo que 80% da nota poderão ser referentes a provas presenciais e/ou práticas, atividades e trabalhos. E 20% da nota será atribuída por meio dos Trabalhos Discentes Efetivos e avaliação das atividades de aulas com metodologias diferenciadas.

 

 

BIBLIOGRAFIA

Bibliografia Básica

SCHNEIDER, S. Agricultura familiar e industrialização. - pluriatividade E descentralização industrial no Rio Grande do Sul. Porto Alegre. Ed. UFRGS, 2004.

SILVA, José Graziano da. O novo rural brasileiro. 2. ed. Campinas: IE- Unicamp, 2002.

ZYLBERSZTAJN, Decio; NEVES, Marcos Fava (Org.). Economia e gestão dos negócios agroalimentares: indústria de alimentos, indústria de insumos, produção agropecuária, distribuição. São Paulo: Pioneira, 2000.

 

Bibliografia Complementar

ALTIERI, Miguel A. Agroecologia: a dinâmica produtiva da agricultura sustentável. 3. ed. Porto Alegre: UFRGS, 2001. 110 p.

BERGER, Peter L; LUCKMANN, Thomas. A construção social da realidade: tratado de sociologia do conhecimento. 22. ed. Petrópolis: Vozes, 2002. 247 p.

GOODMAN, David; BOSI, Alfredo. Cultura brasileira: temas e situações. 4. ed. São Paulo: Ática, 1999. 2004. 224 p

SILVA, Émerson Neves da. Formação e ideário do MST. São Leopoldo: Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 2004. 143 p.

SORJ, Bernardo; WILKINSON, John. Da lavoura às biotecnologias. Rio de Janeiro: CÂMPUS, 1990. 192 p.

 

Notícias do Curso

Ver todas