Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências Agrárias

Disciplina: Toxicologia

Código: 50-469

Carga Horária: 40h (Teórica: 30h)  (Prática: 10h)

Créditos: 02

 

EMENTA

Instruir o estudante de agronomia sobre os temas referentes a toxicologia na atividade agrícola. Introdução à toxicologia. Toxicocinética. Toxicodinâmica, Substâncias Proscritas, Toxicologia ocupacional. Toxicologia dos alimentos. Toxicologia ambiental.

 

OBJETIVOS

Proporcionar ao aluno do Curso de Agronomia o conhecimento necessário para a sua formação a respeito do manejo correto dos agroquímicos utilizados na proteção das plantas contra invasoras, doenças e pragas e demais temas pertinentes ao profissional Engenheiro Agrônomo.

- Fornecer conceitos básicos em toxicologia e específicos na área agrícola.

- Consolidar princípios e métodos usuais em toxicologia agrícola capazes de apontar modificações eco-fisiológicas que podem funcionar como eventos sentinelas para riscos existentes no ambiente.

- Informar os riscos e as medidas preventivas do contato e do uso de determinadas fontes de risco a saúde humana e animal.

 

CONTEÚDOS CURRICULARES

UNIDADE DE ENSINO 1 - Introdução ao estudo da toxicologia, histórico, conceito, objetivo, divisão, importância, finalidade, áreas e aspectos da toxicologia.

UNIDADE DE ENSINO 2 -Toxicocinética: absorção, distribuição, excreção e biotransformação.

 

UNIDADE DE ENSINO 3 - Toxicodinâmica: principais mecanismos de ação tóxica, efeitos tóxicos especiais: Carcinogênese, teratogênese, mutagênese, avaliação toxicológica e avaliação de risco.

 

UNIDADE DE ENSINO 4 - Substâncias proscritas: principais exemplos, mecanismos tóxicos, plantas Tóxicas: principais exemplos, danos, prevenção e tratamento, micotoxinas: padrões de segurança, formas de contaminação, efeitos tóxicos.

 

UNIDADE DE ENSINO 5 Contaminantes da água, do solo e da atmosfera: padrões de segurança, principais contaminantes, praguicidas: principais efeitos tóxicos, formas de contaminação.

 

UNIDADE DE ENSINO 5

- Animais peçonhentos: principais exemplos, danos, prevenção e tratamento,

Legislação e meio ambiente na legislação brasileira.

 

METODOLOGIA

Visando desenvolver competências técnicas, cognitivas e comportamentais nos alunos, as aulas, de forma variada, terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista (professor como mediador de atividades em que os alunos trabalham em equipes e interagem com a comunidade universitária).

No intuito de desenvolver as competências inerentes a disciplina, serão utilizados recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, computador com internet, sala de aula, biblioteca física e virtual (visando pesquisas individuais e em equipe).

Os alunos desenvolverão Trabalhos Discente Efetivos no total de 10h, que poderão ser, conforme a necessidade, estudos de caso, pesquisas bibliográficas e lista de exercícios.

A fixação dos conteúdos será por meio de resolução de exercícios e problemas e estudos de caso.

 

AVALIAÇÃO

A avaliação da disciplina se propõe a verificar se as competências propostas neste plano de ensino foram desenvolvidas pelo acadêmico, por meio dos seguintes instrumentos de avaliação: provas escritas (avaliação de competências técnicas e competências cognitivas); Trabalhos Discentes Efetivos valendo 20 % da nota final (avaliação de competências técnicas e competências cognitivas); atividades práticas (avaliação de competências técnicas, cognitivas e comportamentais), e avaliação das atividades de aulas com metodologia diferenciada (avaliação de competências técnicas, cognitivas e comportamentais).

As aulas com utilização de metodologia ativa terão, especialmente, mas não exclusivamente, avaliação contínua, ou seja, avaliação constante do desempenho técnico, cognitivo e comportamental dos alunos para possíveis redirecionamentos metodológico/educativos.

 

BIBLIOGRAFIA

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

KLAASSEN, Curtis D.; WATKINS III,  John B.; THIESEN, Flavia (Tradutor); CHASIN, Alice A. da Matta (Tradutor). Fundamentos em Toxicologia de Casarett e Doull (Português). 2ª Edição. Editora Artmed, 2012

OGA, S.; CAMARGO, M. M. A.; BATISTUZZO, J. A. O. (Coord.). Fundamentos de toxicologia. 3. ed. São Paulo: Atheneu, 2008.

SISINNO, C.L.S.; OLIVEIRA-FILHO, E.C. (Org.). Princípios de toxicologia ambiental: conceitos e aplicações. Rio de Janeiro: Interciência, 2013.

 

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

HARDMAN, Joel G; VORSATZ, Carla de Mello (Coord.) (Trad.). Goodman e Gilman: as bases farmacológicas da terapêutica. Rio de Janeiro: McGraw-Hill.

LARINI, L. Toxicologia dos Praguicidas. São Paulo: Manole, 1999.

MOFFAT, A. C (Coord.). Clarke's isolation and identification of drugs: in pharmaceuticals, body fluids, and post-mortem material. 2. ed. London: The Pharmaceutical Press, 1986.

MOREAU, R. L. M.; SIQUEIRA, M. E. P. B. de. Toxicologia analítica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.

OLIVEIRA, Fernanda Arboite de; OLIVEIRA, Florencia Cladera. Toxicologia experimental de alimentos. Porto Alegre: Sulina, 2010.

RANG, H. P.; DALE, M. Maureen. Rang & Dale farmacologia. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

SILVA, P. Farmacologia. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas