Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências Agrárias

Disciplina: Tecnologia de Produtos de Origem Animal

Código: 50-465

Carga Horária: 40 h (Teórica: 30h)  (Prática: 10h)

Créditos: 2

 

EMENTA

Importância da tecnologia de alimentos. Produtos de origem animal. Leite e derivados. Carnes e Ovos.

 

OBJETIVOS

A disciplina visa proporcionar ao aluno do Curso de Agronomia o conhecimento necessário para a sua formação a respeito da tecnologia de produtos de origem animal.

Ao término da disciplina, o aluno deverá ser capaz de atingir total ou parcialmente as seguintes competências e habilidades: relacionar conhecimentos sobre conceitos e fundamentos de tecnologia de produtos de origem animal. Conhecer as matérias-primas de origem animal. Identificar e analisar os principais processos usados nas indústrias de produtos de origem animal, bem como utilizá-los em escala de laboratório, tendo em vista sua aplicação em escala industrial.

 

CONTEÚDOS CURRICULARES

UNIDADE DE ENSINO 1 - INTRODUÇÃO.

1.1 - Importância da tecnologia de alimentos.

1.2 - Produtos de origem animal.

1.3 - Correlações com outras Disciplinas.

 

UNIDADE DE ENSINO 2 - LEITE.

2.1 - Conceito.

2.2 - Características organolépticas.

2.3 - Composição química.

2.4 - Propriedades físico-químicas.

2.5 - Microbiologia do leite - obtenção higiênica do leite.

2.6 - Culturas láticas ("starters").

2.7 - Métodos de conservação.

2.7.1 - Resfriamento.

2.7.2 - Pasteurização.

2.7.3 - Esterilização.

2.7.4 - Concentração.

2.7.5 - Desidratação.

 

UNIDADE DE ENSINO 3 - DERIVADOS DE LEITE.

3.1 - Leites fermentados.

3.2 - Nata ou creme e Manteiga.

3.3 - Queijos.

3.4 - Sorvetes.

 

UNIDADE DE ENSINO 4 - CARNES.

4.1 - Generalidades.

4.2 - Estrutura e composição química.

4.3 - Abate e fatores pré-abate.

4.4 - Conversão do músculo em carne.

4.5 - Fabricação de produtos cárneos.

4.5.1 - Frescais.

4.5.2 - Fermentados.

4.5.3 - Cozidos.

4.6 - Pescados.

 

UNIDADE DE ENSINO 5 - OVOS.

5.1 - Estrutura.

5.2 - Composição química.

5.3 - Métodos de conservação.

 

METODOLOGIA

Visando desenvolver competências técnicas, cognitivas e comportamentais nos alunos, as aulas, de forma variada, terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista (professor como mediador de atividades em que os alunos trabalham em equipes e interagem com a comunidade universitária). No intuito de desenvolver as competências inerentes a disciplina, serão utilizados recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, computador (internet, planilhas eletrônicas, software de simulação), laboratórios de Física e Química do solo, sala de aula, biblioteca física e virtual (visando pesquisas individuais e em equipe).

Os alunos desenvolverão Trabalhos Discentes Efetivos no total de 10h, que poderão ser, conforme a necessidade, estudos de caso, pesquisas bibliográficas, resolução de problemas, lista de exercícios, produção de vídeos, modelagem e protótipos. A fixação dos conteúdos será por meio de resolução de exercícios e problemas, provas, estudos de caso, atividades de laboratório e relatórios.

 

AVALIAÇÃO

A avaliação da disciplina se propõe a verificar se as competências propostas neste plano de ensino foram desenvolvidas pelo acadêmico, por meio dos seguintes instrumentos de avaliação: provas escritas (avaliação de competências técnicas e competências cognitivas); Trabalhos Discentes Efetivos valendo 20% da nota final (avaliação de competências técnicas e competências cognitivas); relatórios de experimentos de laboratório e de outras atividades práticas (avaliação de competências técnicas, cognitivas e comportamentais), e avaliação das atividades de aulas com metodologia diferenciada (avaliação de competências técnicas, cognitivas e comportamentais).

 

 

BIBLIOGRAFIA

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BOBBIO, Paulo A; BOBBIO, Florinda O. Química do processamento de alimentos. 3. ed. São Paulo: Varela, 2001.

TRONCO, V. M. Aproveitamento do leite e elaboração dos seus derivados na propriedade rural. Guaíba: Agropecuária, 1996.

VEISSEYRE, Roger. Lactología técnica: composición, recogida, tratamiento y transformación de la leche. 2. ed. Zaragoza: Acribia, 1988.

 

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

COTTA, Tadeu. Frangos de corte: criação, abate e comercialização. Viçosa-MG: Aprenda Fácil, 2003.

DUARTE, Ricardo P. Considerações para melhoramento em bovinos de corte. 2. ed. Guaíba-RS: Agropecuária, 2000.

PARDI, Miguel Cione et al. Ciência, higiene e tecnologia da carne: tecnologia da carne e de subprodutos, processamento tecnológico. 2. ed. Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2007.

Produção de carne bovina de qualidade para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Bagé, RS: Embrapa Pecuária Sul, 1998.

UNIVERSIDADE DA REGIÃO DA CAMPANHA. Abatedouro de ovinos com fábrica de embutidos. [s.l.]: Governo do Estado do Rio Grande do Sul, 1997.

 

Notícias do Curso

Ver todas