Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências Agrárias

Disciplina: Tecnologia de Aplicação de Defensivos Agrícolas A

Código: 50-433

Carga Horária: 40h (Teórica: 30h)  (Prática: 10h)

Créditos: 02

 

Ementa

Estudo sobre constituição, manutenção e regulagem de pulverizadores, os conceitos e nomenclaturas de pontas de pulverização, espectro de gotas, formas de deriva, perdas, regulagem, calibração e legislação. Definição do alvo biológico, uso de adjuvantes, formulações e métodos e equipamentos de aplicação, além do uso seguro e adequado de defensivos agrícolas.

 

Objetivos

A disciplina visa disponibilizar ao profissional de Agronomia conhecimentos quanto a constituição, manutenção e regulagem dos pulverizadores, assim como pontas de pulverização e características de gota produzida, seu efeito sobre o alvo biológico e a deriva, e o emprego de adjuvantes para melhorar a performance da aplicação. Buscar consolidar o conhecimento com os estudantes sobre fatores e parâmetros envolvidos na aplicação para o controle de problemas fitossanitários, com vistas à otimização da técnica sem prejudicar o homem e a natureza. Proporcionar o conhecimento necessário para a sua formação a respeito da área de máquinas utilizadas na aplicação de defensivos e características ligadas a qualidade e eficiência da aplicação. Aprimorar a capacidade de análise e síntese. Fornecer um horizonte sobre os conhecimentos necessários para sua formação. Habilidade de trabalho em equipe. Capacidade de interpretação e solução de problemas reais ou simulados de práticas reais.

Buscando-se atender estas competências e habilidades alguns objetivos específicos são delineados:

- Proporcionar ao estudante conhecimento e compreensão sobre manutenção e regulagens de pulverizadores agrícolas.

- Apresentar e proporcionar vivências ao discente com o uso de técnicas e equipamentos utilizados na produção agropecuária.

- Motivar o discente do Curso, estimulando-o a buscar e aplicar as novas técnicas no manejo de áreas agrícolas para aumentar a eficiência de uso dos recursos disponíveis e a preservação do meio ambiente.

- Reconhecer as diferentes máquinas, suas utilizações, rendimentos, capacidades e respectivas regulagens para otimização do trabalho.

 

Conteúdos Curriculares

UNIDADE DE ENSINO 1 - Equipamentos utilizados na pulverização.

1.1. Conceito e histórico

1.2. Constituição dos pulverizadores

 

UNIDADE DE ENSINO 2 – Bicos e pontas de aplicação.

2.1. Nomenclatura

2.2 Características e escolhas das pontas de pulverização

2.3 Espectro de gotas, formação, deposição e amostragem

 

UNIDADE DE ENSINO 3 – Alvo biológico.

3.1. Definição.

3.2. Dificuldades.

3.3. Necessidades para a deposição dos produtos.

 

UNIDADE DE ENSINO 4 – Eficiência da aplicação.

4.1. Cobertura.

4.2. Penetração.

4.3. Retenção.

4.4. Volume de aplicação.

4.5. Deriva e evaporação.

 

UNIDADE DE ENSINO 5 – Formulação de defensivos.

5.1. Classificação.

5.2. Seleção.

5.3. Solubilidade.

5.4. Misturas.

5.5. Misturas e compatibilidades.

5.6. Adjuvantes

 

UNIDADE DE ENSINO 6 – Segurança na aplicação.

6.1. Equipamentos de proteção individual - EPI.

6.2. Exposição e riscos.

6.3. Descontaminação.

6.4. Descarte e reciclagem de embalagens.

 

UNIDADE DE ENSINO 7 – Regulagem de pulverizadores.

7.1. Cálculos para calibração e regulagem de pulverizadores.

7.2. Regulagem de pulverizadores.

 

Metodologia

Visando desenvolver competências técnicas, cognitivas e comportamentais nos estudantes, as aulas, de forma variada, terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista (professor como mediador de atividades em que os estudantes trabalham em equipes e interagem com a comunidade universitária). No intuito de desenvolver as competências inerentes a disciplina, serão utilizados recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, computador (internet, planilhas eletrônicas, software de simulação), laboratórios diversos, área experimental, sala de aula, biblioteca física e virtual (visando pesquisas individuais e em equipe). Os estudantes desenvolverão Trabalhos Discente Efetivos no total de 10h, que poderão ser, conforme a necessidade, estudos de caso, pesquisas bibliográficas, resolução de problemas, lista de exercícios, produção de vídeos, modelagem e protótipos. A fixação dos conteúdos será por meio de resolução de exercícios e problemas, estudos de caso, atividades de laboratório e relatórios.

 

Avaliação

A avaliação da disciplina se propõe a verificar se as competências propostas neste plano de ensino foram desenvolvidas pelo acadêmico, por meio dos seguintes instrumentos de avaliação: provas escritas (avaliação de competências técnicas e competências cognitivas); Trabalhos Discentes Efetivos valendo 20% da nota final da disciplina; relatórios de experimentos de laboratório e de outras atividades práticas (avaliação de competências técnicas, cognitivas e comportamentais), e avaliação das atividades de aulas com metodologia diferenciada (avaliação de competências técnicas, cognitivas e comportamentais). As aulas com utilização de metodologia ativa terão, especialmente, mas não exclusivamente, avaliação contínua, ou seja, avaliação constante do desempenho técnico, cognitivo e comportamental dos estudantes para possíveis redirecionamentos metodológico/educativos.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas