Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências Agrárias

Disciplina: Tecnologia de Pós-colheita A - I

Código: 50-431

Carga Horária: 40h (Teórica: 30h)  (Prática: 10h)

Créditos: 02

 

Ementa

Aspectos relacionados às propriedades físicas e químicas, layout, teor de água, higroscopicidade, pré-limpeza e limpeza e secagem. Aulas práticas laboratoriais. Aspectos relacionados às unidades de armazenagem e sistemas utilizados. Sistemas de termometria. Dimensionamento de silos. Tipos de aeração, finalidade e classificação. Ventiladores. Principais fatores que afetam a qualidade.

 

Objetivos

Transferir os conhecimentos teóricos e práticos sobre os princípios básicos de armazenamento e conservação de produtos agrícolas bem como em linhas gerais tratar da operação de equipamentos de pós-colheita de tal forma que estes sejam capazes de efetuar a correta operação e uso.

Com a finalidade de desenvolver habilidades e competências a disciplina tem os seguintes objetivos específicos:  possibilitar que o acadêmico conheça as propriedades físicas e químicas dos produtos agrícolas, as propriedades psicrométricas do ar, relacionando-as com a umidade de equilíbrio. Estudar layout das instalações, os procedimentos de recepção, a determinação do teor de água, a higroscopicidade, o processo de pré-limpeza e limpeza, os equipamentos para transporte. Saber a teoria do processo de secagem de produtos agrícolas, os principais tipos de secadores, métodos de secagem utilizados e secagem em fazenda. Possibilitar que o acadêmico conheça a classificação unidades armazenadoras para produtos agrícolas, os sistemas de armazenagem utilizados e aplicação do sistema de termometria. Dimensionar os sistemas de armazenagem. Estudar a importância e a finalidade da aeração, classificação e tipos de aeração. Conhecer os tipos de ventiladores empregados e usos. Ter ciência dos principais fatores que afetam a qualidade durante o armazenamento.

 

Conteúdos Curriculares

1. Introdução a pós-colheita (situação, mercado, etc.);

2. Propriedades químicas (carboidratos, lipídeos, proteínas, etc.);

3. Propriedades físicas (ângulo de repouso, porosidade, massa específica granular, etc.);

4. Comportamento biológico (processo respiratório, fatores que afetam a respiração, consequências da respiração);

5- Teor de água (importância, determinação, etc.);

6. Psicrometria (umidade relativa, entalpia, etc.);

7- Higroscopicidade (importância, determinação, etc.);

8. Layout das instalações.

9- Procedimentos para recepção (amostragem, pesagem, determinação do teor de água, impurezas, etc.);

10- Transportadores (dimensionamento e tipos, como exemplo, caçambas, helicoidal, correia, pneumático, etc.,);

11- Pré-limpeza E limpeza (importância, dimensionamento, etc.);

12- Secagem (importância, princípios e teoria, classificação e sistemas, temperatura, etc.);

13- Secadores (classificação, usos, combustíveis, etc.);

14. Classificação das unidades armazenadoras (noções básicas, localização, etc.);

15. Sistemas de armazenagem (silos, armazéns, etc.);

16. Sistema de termometria;

17. Dimensionamento da capacidade de armazenagem (estática e nominal);

18. Importância e finalidade da aeração;

19. Classificação e tipos de aeração;

20- Ventiladores (classificação, tipos, usos, dimensionamento, etc.);

21- Principais fatores que afetam a qualidade durante o armazenamento.

 

Metodologia

Visando desenvolver competências técnicas, cognitivas e comportamentais nos estudantes, as aulas, de forma variada, terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista (professor como mediador de atividades em que os estudantes trabalham em equipes e interagem com a comunidade universitária). No intuito de desenvolver as competências inerentes a disciplina, serão utilizados recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, computador (internet, planilhas eletrônicas, software de simulação), laboratórios diversos, sala de aula, biblioteca física e virtual (visando pesquisas individuais e em equipe). Os estudantes desenvolverão Trabalhos Discente Efetivos no total de 10h, que poderão ser, conforme a necessidade, estudos de caso, pesquisas bibliográficas, resolução de problemas, lista de exercícios, produção de vídeos, modelagem e protótipos. A fixação dos conteúdos será por meio de resolução de exercícios e problemas, estudos de caso, atividades de laboratório e relatórios.

 

Avaliação

A avaliação da disciplina se propõe a verificar se as competências propostas neste plano de ensino foram desenvolvidas pelo acadêmico, por meio dos seguintes instrumentos de avaliação: provas escritas (avaliação de competências técnicas e competências cognitivas); Trabalhos Discentes Efetivos valendo 20 % da nota final da disciplina; Seminários, trabalhos avaliativos e questionários. As aulas com utilização de metodologia ativa terão, especialmente, mas não exclusivamente, avaliação contínua, ou seja, avaliação constante do desempenho técnico, cognitivo e comportamental dos estudantes para possíveis redirecionamentos metodológico/educativos.

 

Notícias do Curso

Ver todas