Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim - Agronomia
 

PLANO DE ENSINO

Departamento de Ciências Agrárias

Disciplina: Olericultura A

Código: 50-426

Carga Horária: 40h (Teórica: 30h) (Prática: 10h)

Créditos: 02

 

EMENTA

Principais aspectos inerentes a produção de plantas olerícolas envolvendo os aspectos econômicos, classificação botânica, variedades, cultivares e propagação. Solo e adubação. Tratos culturais. Planejamento, instalação e manejo de hortas.

 

OBJETIVOS

Oportunizar subsídios teóricos e práticos aos alunos, propiciando-lhes uma formação básica na disciplina de olericultura, para que desenvolvam a habilidade de planejar, implantar, conduzir e tomar decisões durante o processo produtivo das principais olerícolas.

Ao término da disciplina, o aluno deverá ser capaz de atingir total ou parcialmente as seguintes competências e habilidades:

- Conhecimento em instalação e manutenção de áreas de cultivo de hortaliças.

- Planejamento da produção e comercialização de hortaliças.

- Cultivar diversas espécies de hortaliças comercialmente.

- Cultivo em ambientes protegidos e culturas hidropônicas.

 

 

CONTEÚDOS CURRICULARES

UNIDADE DE ENSINO 1 - Introdução a olericultura, os fatos agroclimáticos, solo, nutrição e adubação.

UNIDADE DE ENSINO 2 - Propagação e Implantação das culturas olerícolas, irrigação, controle fitossanitário e comercialização.

UNIDADE DE ENSINO 3 - - Cultivo em ambientes protegidos e hidroponia.

UNIDADE DE ENSINO 4- Cultivo de alface, batata e cebola

UNIDADE DE ENSINO 5- Cultivo de couve, tomate e pimentão.

UNIDADE DE ENSINO 6 - Cultivo de cenoura, pepino e beterraba.

UNIDADE DE ENSINO 7- Cultivo de morango.

 

METODOLOGIA

Visando desenvolver competências técnicas, cognitivas e comportamentais nos alunos, as aulas, de forma variada, terão como metodologias: a tradicional (expositivo-dialogadas com estudos dirigidos), a ativa e a sócio-interacionista (professor como mediador de atividades em que os alunos trabalham em equipes e interagem com a comunidade universitária).

 No intuito de desenvolver as competências inerentes a disciplina, serão utilizados recursos de multimídia como projetores de imagem e vídeo, computador com internet, sala de aula, biblioteca física e virtual (visando pesquisas individuais e em equipe).

Os alunos desenvolverão Trabalhos Discente Efetivos no total de 10h, que poderão ser, conforme a necessidade, estudos de caso, pesquisas bibliográficas, resolução de problemas e lista de exercícios.

 A fixação dos conteúdos será por meio de resolução de exercícios e problemas, estudos de caso, atividades em estufa, horta e relatórios. A disciplina também prevê 10h de atividades de extensão.

 

 AVALIAÇÃO

A avaliação da disciplina se propõe a verificar se as competências propostas neste plano de ensino foram desenvolvidas pelo acadêmico, por meio dos seguintes instrumentos de avaliação: provas escritas (avaliação de competências técnicas e competências cognitivas); Trabalhos Discentes Efetivos valendo 20% da média final da disciplina (avaliação de competências técnicas e competências cognitivas); relatórios de experimentos em estufas e de outras atividades práticas (avaliação de competências técnicas, cognitivas e comportamentais), e avaliação das atividades de aulas com metodologia diferenciada (avaliação de competências técnicas, cognitivas e comportamentais).

As aulas com utilização de metodologia ativa terão, especialmente, mas não exclusivamente, avaliação contínua, ou seja, avaliação constante do desempenho técnico, cognitivo e comportamental dos alunos para possíveis redirecionamentos metodológico/educativos.

 

 

BIBLIOGRAFIA

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

FILGUEIRA, F. A. R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. Viçosa: Editora da UFV, 2000.

LANA, M. M.; NASCIMENTO, E. F.; MELO, M. F. de. Manipulação e comercialização de hortaliças. Brasília: Embrapa/SPI, Embrapa/CNPH, 1998.

SGANZERLA, E. Nova agricultura: a fascinante arte de cultivar com os plásticos. Guaíba: Agropecuária, 1997.

 

 

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ALBERONI, Robson de Barros. Hidroponia: como instalar e manejar o plantio de hortaliças dispensando o uso do solo - alface, agrião, rúcula, rabanete, chicória, almeirão. São Paulo: Nobel, 1998. 2001.

ARRIEL, Nair Helena Castro et al. A cultura do gergelim. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2007.

GIORDANO, Leonardo de Britto et al. As culturas da ervilha e da lentilha. Brasília: Embrapa Hortaliças, 1993.

FIGUEIREDO, Márcia do Vale Barreto (Coord.). Microrganismos e agrobiodiversidade: o novo desafio para a agricultura: Microorganismos y agro biodiversidad: un nuevo desafio para la agricultura. Guaíba: Agrolivros, 2008.

SANTOS, Henrique Pereira dos; REIS, Erlei Melo. Rotação de culturas em plantio direto. 2. ed. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 2003.

 

Fique por dentro

Ver mais