Plano de EnsinoURI Câmpus de Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Disciplina: Estágio Curricular II

Código: 20-174

Carga horária: 90 horas

Nº de Créditos: 06

Pré-requisitos:

 

1 EMENTA

Envolvimento do licenciado no espaço escolar, através da elaboração, realização e avaliação de oficinas pedagógicas de ciências naturais e biologia em classes educação de jovens e adultos, escolas rurais, escolas indígenas, escolas situadas em empresas, escolas para alunos portadores de necessidades especiais e / ou pertencentes a outros grupos culturais diferenciados.

 

2 OBJETIVOS

- Conhecer o cotidiano da escola/entidade campo do estágio

- Elaborar, realizar e avaliar atividades pedagógicas de Ciências Naturais em classes de educação de jovens e adultos, escolas rurais, escolas indígenas, escolas situadas em empresas

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES

 

- Multiculturalismo e educação científica: alternativas pedagógicas frente à diversidade cultural

- Educação inclusiva e ensino de Ciências Naturais na escola: aspectos legais, diferentes necessidades educacionais especiais, o processo de inclusão nas escolas, alternativas pedagógicas

- O ensino de Ciências Naturais e Biologia na Educação de Jovens e Adultos: legislação, programas nacionais e estaduais

-  A educação indígena

-  A educação em Ciências nas escolas do campo

- A educação em Ciências no contexto não-formal

 

4 METODOLOGIA

As estratégias de ensino que serão adotadas pela disciplina são: Leituras orientadas, seminários, trabalhos em grupos, discussão de textos sobre os conteúdos propostos na disciplina; visita e caracterização da escola/entidade campo definida para o estágio: espaço físico, apoio didático pedagógico, funcionamento da escola, projetos pedagógico; observação da turma/grupo a ser desenvolvido o estágio; Co-participação nas aulas; Definição do tema a ser tratado durante o estágio; Elaboração do Planejamento do Estágio; Execução dos planos de aula/oficinas; Elaboração do relatório do estágio; Apresentação e avaliação do estágio desenvolvido

 

Obs.: O estágio poderá ser desenvolvido em classes de educação de jovens e adultos, escolas rurais, escolas especiais ou que incluem alunos com deficiências, entidades que desenvolvem processos de educação não-formal.

 

 

5 AVALIAÇÃO

Avaliação processual e qualitativa, tendo como principais critérios o comprometimento nas atividades da disciplina (assiduidade nos encontros, leituras prévias dos textos e qualidade da participação nas discussões orais), a consistência teórica dos trabalhos escritos, a criatividade e a consistência teórico-metodológica na elaboração e aplicação das oficinas pedagógicas.

Será realizada como base nos instrumentos estabelecidos no Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Ciências Biológicas. 

BIBLIOGRAFIA

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

MOLL, J. (org.) Educaçao de jovens e adultos. Porto Alegre: Mediaçao, 2004

MITTLER, P. Educaçao inclusiva:contextos sociais. Porto Alegre : Artmed, 2003

MACEDO, L. DE. Ensaios pedagógicos : como construir uma escola para todos. Porto Alegre : Artmed, 2005

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Educação para jovens e adultos - Ciências naturais na EJA - 2º segmento. Brasília: MEC, 2001. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/eja/propostacurricular/segundosegmento/vol3_ciencias.pdf>

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. SECAD. Educação do Campo: diferenças mudando paradigmas. Brasília: MEC, 2007. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaodocampo/caderno.pdf>

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. SECAD. Referências para uma política nacional de educação do campo : caderno de subsídios. Brasília : Secretaria de Educação Média e Tecnológica, Grupo Permanente de Trabalho de Educação do Campo, 2004. Diponível em <http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaodocampo/referencias.pdf>

THERRIEN, J. (coord.) Educaçao e escola no campo.  Campinas, SP: Papirus, 1993.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas