Notícias | Escola

Projeto de alunos da Escola quer reduzir em até 97% uso de copos plásticos

11/11/2019 - 206 exibições

   



Em busca de uma redução significativa no uso de copos plásticos na Instituição, os alunos Elisiane Cieslik, Ellen Reichert Parmigiani, Grégor Luis Wodzik, Maria Eduarda de Liz Leite e Naiane Ronsoni Rigo criaram esse ousado projeto. Tudo começou em maio deste ano quando venceram o desafio lançado pelo Comitê de Governança Empreendedora de Erechim, desenvolvido pelo SEBRAE e os cursos de Engenharia da URI, através do programa “Empreendedor Sombra”, destinado a jovens empreendedores da comunidade.

O desafio lançado pelo programa era escolher uma problemática escolar e apresentar possíveis soluções. O caso escolhido foi o uso regular de copos descartáveis na Escola, tendo em vista a questão da poluição ambiental e até econômica.

Os alunos, depois de pesquisas, descobriram que o Brasil é o 4º produtor mundial de lixo plástico com 11,3 milhões de toneladas por ano, ou seja, cada habitante é responsável por gerar um quilo de lixo plástico a cada semana. Apenas o Brasil é responsável por gerar 720 milhões de copos descartáveis por dia, o que daria uma volta e meia ao redor da terra.

O que mais os assustou foi o destino de 10 milhões de toneladas/ano ao mar. Outro dado encontrado foi de que apenas 2%, ou seja, 145 mil toneladas são recicladas. E mais: esse lixo leva de 500 a 600 anos para se decompor.

Em função disso, fizeram um levantamento do uso de copos plásticos na Escola. Os números comprovam a realidade brasileira e mundial. Apenas na sala de professores da Escola, são descartados cerca de 3.500 copos plásticos por mês, sendo que de janeiro a agosto último foram consumidos 195 mil copos plásticos em todo o câmpus. Por isso, a intenção é reduzir em até 97% o uso de copos plásticos na Instituição.

Diante dessa realidade, o grupo de alunos apresentou uma solução à direção da Escola, a qual foi imediatamente aceita: substituir os copos descartáveis por canecas, o que contribuiria na redução drástica no uso de copos plásticos. E a primeira iniciativa foi entregar aos professores uma unidade como presente do Dia do Professor. Para viabilizá-la, num total de 130 canecas, contou-se com o apoio do Positivo Sistema de Ensino que, prontamente, acolheu a ideia e proporcionou a concretização do projeto discente.

Depois de mostrar o projeto ao Diretor da Escola, Alan Bresolin, o grupo de alunos se reuniu com o Diretor-Geral do Câmpus, Paulo Roberto Giollo. Eles apresentaram com detalhes todo projeto desenvolvido e o que pode ser feito para enfrentar essa situação que traria também economia financeira. Giollo parabenizou os alunos pelo projeto e enfatizou que, às vezes, soluções simples têm uma grande relevância e eficácia. Completou dizendo que o projeto vai receber apoio total da Universidade devendo ser ampliado para os demais setores.

Segundo a aluna Ellen, representante do Ecoescolha, 'nosso projeto foi desenvolvido com o intuito de provocar uma mudança real nas atitudes da população que divide os espaços da universidade. Agradeço ao SEBRAE e à URI pela parceria, pois sem seus estímulos não teríamos parado para refletir sobre a problemática tão presente. Esse problema não é novidade para o mundo. No entanto, sempre fora negligenciado por todos, agravando-o cada vez mais com o passar do tempo. Minha maior alegria é poder contar com o apoio de pessoas de grande influência do âmbito universitário; pessoas essas, que juntamente com meu grupo percebem, entendem e se preocupam com um bem estar integral, que estão dispostos a mudar a realidade da administração ambiental por meio da redução dos copos, gerando uma reação em cadeia. Quero popularizar este pequeno novo hábito, tão significativo para o futuro do planeta.'


Veja mais Notícias | Escola

Ver todas