Plano de EnsinoURI Erechim
 

PLANO DE ENSINO

 

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS

Disciplina: RELAÇÃO MÉDICO PACIENTE

Código: 70-773

Carga Horária: 30 horas    Teórica: 15h     Prática: 15h

Nº de Créditos: 02

 

1 EMENTA

Relação Médico Paciente e seus aspectos técnicos, éticos, emocionais, morais, religiosos e culturais.

 

2 OBJETIVOS

2.1 Objetivo Geral

  • Capacitar o aluno para o desenvolvimento de uma relação que acolha o paciente no seu sofrimento, fazendo da interação médico paciente um pré-requisito para o sucesso terapêutico.

 

2.2 Objetivos Específicos

Espera-se que ao final do semestre os alunos estejam aptos às seguintes habilidades e competências:

  • Identificar os aspectos técnicos e pessoais do médico que interferem na relação médico paciente e relacionar os aspectos éticos, emocionais, morais, religiosos e culturais desta com o sucesso do tratamento.
  • Reconhecer e descrever as reações familiares comuns ao adoecimento de um de seus membros.
  • Identificar e analisar a influência dos aspectos institucionais que interferem no vínculo médico-paciente.
  • Reconhecer suas próprias reações comportamentais e emocionais frente à doença, o paciente e à equipe.
  • Respeitar o paciente na sua singularidade e individualidade, considerando sua autonomia e bem-estar.
  • Aplicar princípios morais, éticos e legais inerentes à profissão no atendimento.
  • Manter a confidencialidade com o paciente
  • Demonstrar atenção e respeito para com o paciente, acompanhantes e familiares.
  • Encorajar o paciente a expressar seus sentimentos e a participar das decisões de modo compartilhado.
  • Demonstrar liderança e capacidade de trabalhar em equipe, de modo interdisciplinar.
  • Interagir com colegas, professores e demais profissionais de saúde visando o cuidado integrado do paciente.
  • Comunicar-se de forma ética, efetiva e profissional com a equipe de saúde.
  • Apresentar postura crítica, reflexiva e senso de responsabilidade social.

 

3 CONTEÚDO CURRICULAR

1 Vínculo médico-paciente e seus aspectos emocionais;

2 Principais manifestações emocionais dos pacientes frente a sua condição de estar doente:

  1. Reações psicológicas à sua própria doença;
  2. À família;
  3. À pessoa do médico;
  4. Aos serviços de saúde.

3 Manifestações emocionais dos médicos frente às doenças em geral, frente aos pacientes em particular e diante de colegas.

4 A personalidade do médico.

5 Trabalho em equipe e com grupos.

6 Interdisciplinaridade.

 

4 METODOLOGIA

Aulas teóricas expositivas dialogadas com a utilização de mídia digital. Leitura de textos selecionados. Integração da teoria com a prática através de seminários para discussão de situações reais, casos clínicos e experiências pessoais vivenciadas.

 

5 AVALIAÇÃO

Serão utilizados como instrumentos de avaliação: prova teórica, participação em seminários teórico-práticos e análise conjunta (aluno e professor) do desempenho do estudante nas competências e habilidades inerentes aos objetivos da disciplina.

 

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BERGSTEIN, Gilberto. A informação na Relação Médico-Paciente. São Paulo: Saraiva, 2013.

ISMAEL, J. C. O Médico e o Paciente: Breve História de uma Relação Delicada. São Paulo: Mg Editores, 2005.

PEREIRA, Paula Moura Francesconi de Lemos. Relação Médico-Paciente: O Respeito à Autonomia do Paciente e a Responsabilidade Civil do Médico Pelo Dever de Informar. Rio de Janeiro: Editora Lumen Juris, 2012.

 

7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BALINT, Michael. O médico e a doença. São Paulo: Atheneu, 2006.

BALINT, Michael. O médico, seu paciente e a doença. São Paulo: Atheneu, 2005.

CAIRUS, H. F.; RIBEIRO JR., W. A. Textos hipocráticos: o doente, o médico e a doença [on line]. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2005.

DE MARCO, Mario Alfredo; ABUD, Cristiane Curi; LUCCHESE, Ana Cecilia; ZIMMERMANN, Vera Blondina. Psicologia Médica: Abordagem Integral do Processo Saúde-Doença. Porto Alegre: Artmed, 2012.

TAHKA.V. Relação médico paciente. Porto Alegre: Artes Médicas,1989.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas