Plano de EnsinoURI Erechim
 

PLANO DE ENSINO

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO

Disciplina: ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO

Código: 30-102

Carga Horária: 60h

Créditos: 04

 

1 EMENTA

Utilização das Propriedades dos Produtos Agrícolas em Projetos. Instalações e equipamentos para manuseio. Máquinas de Processamento. Automação de Processos.

 

2 OBJETIVO(S)

Capacitar o aluno a avaliar, dimensionar, projetar e supervisionar projetos de sistemas e processos na área de irrigação, máquinas e pós-colheita de produtos agrícolas.

 

3 CONTEÚDOS CURRICULARES:

1. Instalações e equipamentos para manuseio de produtos agrícolas.

1.2. Moegas e balões reguladores de fluxo

1.3. Registro e alimentadores

1.4. Medidores de fluxo e amostradores

1.5. Acumuladores

1.6.  Válvulas

1.7 Recebimento e expedição

1.8. Transportadores

2. Máquinas de Processamento

2.1. Máquinas de pré-limpeza

2.2.  Secadores e silos aerados

2.3. Máquinas de limpeza

2.4. Descascadores e debulhadores - Classificadores - Máquinas e processos especiais).

3. Comando e proteção de motores de indução trifásicos.

3.1. Contatores.

3.2. Elementos de comando: botoeiras, relés de tempo, fim de curso, chave bóia.

3.3. Fusíveis: NH e Diazed.

3.4. Relés térmicos.

3.5. Sistemas de partida de motores de indução trifásicos

3.5.1. Influência da tensão na corrente e no torque.

3.5.2. Chave de partida direta.

3.5.3. Chave reversora.

3.5.4. Chave bóia.

3.5.5. Chaves para motores com comutação polar.

3.5.6. Chave estrela-triângulo.

3.5.7. Chave compensadora.

3.5.8. Chave estática (Soft-Starter).

4. Automação de Processos

4.1.Fatores a ponderar na automação

4.1.1. Níveis de automação

4.1.2.Vantagens da automação

4.1.3. Fluxograma e sinóticos

4.1.4. Bloqueios e sinalizadores de segurança

4.1.5. Centro de comando dos motores.

 

4 METODOLOGIA

A disciplina será desenvolvida através de aulas teóricas e/ou expositivas e/ou práticas (laboratórios, fazenda escola e outros), com recursos audiovisuais (vídeo, multimídia, retroprojetor,...), seminários, apresentação de trabalhos, discussões em grupos. Visitas Técnicas; Elaboração de Projetos.

 

5 AVALIAÇÃO

A avaliação será resultado de: provas escritas e/ou trabalhos práticos e/ou trabalhos extras, conforme Regimento Geral da URI, regulamentado em seus artigos 55 a 59, que prevê as normas para avaliação de rendimento escolar.

 

6 BIBLIOGRAFIA BÁSICA

MAMEDE FILHO, João. Instalações elétricas industriais. 8. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2012. xiv, 666 p.

NATALE, Ferdinando. Automação industrial. 10.ed., rev. São Paulo: Érica, 2009. 251 p.

FIALHO, Arivelto Bustamante. Automação pneumática: projetos, dimensionamento e análise de circuitos. 6. ed. São Paulo: Érica, 2010.

 

 7 BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

CASTRUCCI, P. B. L. . Controle e Automação. In: José Carlos T B de Moraes. (Org.). A Engenharia nos 500 Anos do Brasil. S Paulo: EDUSP, 2003, v. 1

CUGNASCA, C.E. Sistemas Computacionais Embarcados em Máquinas Agrícolas: Estudos e Propostas. 2002. Tese (Livre Docência) - Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2002.

LOBOSCO, O. S., DIAS, J. L. C. Seleção e Aplicação de Motores Elétricos. São Paulo: McGraw-Hill, 1988.

MAMEDE FILHO, J. Instalações Elétricas Industriais. 6a.ed. Rio de Janeiro: LTC, 2001.

TORO, Vincent del - Fundamentos de Máquinas Elétricas. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil, 1990.

 

 

Notícias do Curso

Ver todas